Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Manuel Augusto ressalta reformas do PR para bem-estar social

MINISTRO DAS RELAÇÕES EXTERIORES MANUEL DOMINGOS AUGUSTO (FOTO: PEDRO PARENTE)

Angop

O ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, declarou, em Nova Iorque, que as reformas levadas a cabo pelo Presidente João Lourenço começam, em breve, a surtir efeitos positivos na vida dos cidadãos.

Quando assumiu o poder, em Setembro de 2017, o Presidente da República, João Lourenço, herdou um difícil cenário económico e financeiro, originado pela queda do preço do crude, com grandes repercussões na qualidade de vida da população.

O chefe da diplomacia angolana disse estar ciente das expectativas criadas pela sociedade em relação às políticas do Executivo para relançar o desenvolvimento económico e social do país.

“Temos procurado informar a sociedade que, para colher, é preciso plantar e o que o Presidente João Lourenço tem feito, ao longo desses dois anos, é plantar para podermos brevemente colher os frutos dessas reformas, que são inadiáveis”, elucidou.

Para o ministro, que falava à imprensa, na antevisão do discurso do Estadista angolano na 74 sessão da Assembleia Geral da ONU, o mundo acompanha com muita atenção as reformas levadas a cabo pelo Executivo angolano.

“Há uma nova Angola aberta ao investimento e determinada a fazer uso dos imensos recursos que tem”, disse o ministro Manuel Augusto, que considera positivo os dois anos de mandato do Presidente João Lourenço.

Manuel Augusto elogiou, por outro lado, a coragem e determinação do Chefe de Estado em encontrar soluções para solucionar os vários problemas que o país enfrenta notando que, ao longo desses dois anos, várias mudanças se verificaram no país.

“A coragem em identificar os problemas e soluciona-los é um facto que se deve realçar”, observou.

Desenvolvimento Sustentável – Angola no bom caminho

O ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, informou que Angola está no caminho certo para atingir, em breve, alguns dos objectivos de Desenvolvimento Sustentável, tendo estado a regimentar recursos para o efeito.

“Não queremos meras estatísticas, mas que o alcance desses objectivos de Desenvolvimento Sustentável tenham de facto impacto e reflectidos na melhoria das condições de vida da população”, finalisou.

A Assembleia Geral da ONU, através da Resolução 69/313, decidiu organizar um Diálogo de Alto Nível de Financiamento para o Desenvolvimento, para balancear a implementação das recomendações do Programa de Acção de Adis-Abeba, adoptado na reunião da ONU sobre o Financiamento para o Desenvolvimento Sustentável.

A mesma Resolução insta os Estados membros a procederem a revisão da implementação do referido programa de acção de quatro em quatro anos.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »