Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Hemingarda Fernandes, a nova líder da juventude do MPLA em Luanda

Hemingarda Fernandes, a nova secretária da JMPLA em Luanda (DR)

DW África

A jovem é a segunda mulher a assumir a direcção da organização que congrega os militantes jovens do partido no poder na maior praça eleitoral de Angola. Hemingarda Fernandes espera contar com o apoio da direcção central.

Hemingarda Fernandes foi eleita este sábado (21.09) a primeira secretária provincial da Juventude do Movimento Popular de Libertação de Angola (JMPLA) na província angolana de Luanda, durante a Assembleia Provincial de Renovação de Mandatos.

A jovem é a segunda mulher a assumir a direcção da organização que congrega os militantes jovens do MPLA na maior praça eleitoral em Angola, depois da Anabela Domingos.

Pela primeira vez, a JMPLA realiza em todos os seus comités um processo eleitoral com múltiplas candidaturas. Hemingarda Fernandes, de 33 anos, venceu com 258 votos, contra os 165 de Wilson Morais e os 52 votos de Pedro Maloa.

Para a sua missão, a nova líder da JMPLA em Luanda afirmou que vai esperar ter mais apoios dos militantes para desempenhar a sua missão. “É um grande desafio. Sei que não vou conseguir cumprir a missão sozinha, por isso, contamos não só com os militantes da província de Luanda, mas também com os conselhos e o auxílio da direcção central de Luanda, da direcção do partido em Luanda, e dos nossos superiores para nos auxiliarem nesta missão que é de facto difícil”, afirmou.

Uma das prioridades da líder da juventude em Luanda tem a ver com a formação de quadros da sua organização, a emancipação da mulher, organização e mobilização, empreendedorismo, educação patriótica e o ambiente. Hemingarda Fernandes afirma que, durante o seu mandato, a JMPLA vai desenvolver um programa amplo sobre a educação ambiental.

Nascida no município de Ícolo e Bengo, Hemingarda Fernandes é membro do Comité Central do MPLA. Em 2009, foi coordenadora do núcleo da JMPLA na Faculdade de Ciências da Universidade Agostinho Neto e, de 2009 a 2011, desempenhou as funções de primeira secretária de base do Comité do Ensino Superior da JMPLA, e em 2014 foi a primeira secretária do Comité do Ensino superior da JMPLA.

Emancipação das mulheres

Por ser mais uma mulher na direcção de estrutura importante do MPLA, a nova líder da JMPLA em Luanda afirma que a sua eleição demonstra o cumprimento do seu partido sobre o programa de emancipação da mulher.

Hemingarda Fernandes espera, por outro lado, que os militantes elejam no próximo mês de Outubro uma mulher para ocupar o cargo de secretário nacional da JMPLA, deixado vago por Luther Rescova, actual governador de Luanda e primeiro secretário do MPLA na capital do país.

“Se assim for, ficaremos felizes. Mas vamos esperar pelos desafios que vão surgir. Só precisamos ter mulheres ou homens que entendam e consigam cumprir as orientações do líder do partido”, diz.

Para o primeiro secretário nacional em exercício da JMPLA, Boaventura Chitapa, a eleição de Hemingarda Fernandes foi um ato de demonstração da democracia interna na organização.

“Luanda teve três candidatos, dois homens e uma mulher, e ganhou uma mulher. Estamos todos de parabéns. Temos uma nova liderança na província de Luanda, que na sua especificidade vai requerer grande capacidade de direcção e maturidade política para conduzir os grandes desafios desta província”, disse Boaventura Chitapa.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »