- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Assunção Cristas garante "combate feroz" contra a corrupção

Assunção Cristas garante “combate feroz” contra a corrupção

DN|Lusa

A líder do CDS-PP, Assunção Cristas, afirmou que uma das prioridades do partido é o “combate feroz” contra a corrupção, na sequência da homologação do parecer sobre incompatibilidades e impedimentos de políticos por parte do primeiro-ministro.

“Eu ainda não tive tempo para olhar para o parecer nem para a homologação do senhor primeiro-ministro, tenho estado em campanha, mas queria dizer que para o CDS mais importante do que a lei é a questão ética e fazer política com ética e, como sabem, uma das nossas prioridades é um combate feroz, intenso, comprometido, profundo com a corrupção”, disse.

Assunção Cristas, que falava aos jornalistas em Elvas, no distrito de Portalegre, à margem de uma visita à feira de São Mateus no âmbito da pré-campanha para as eleições legislativas, sublinhou que a corrupção é um problema no país e que necessita de uma “estratégia” para ser eliminada.

“Entendemos que é um problema no nosso país, tem de ser enfrentado decisivamente, com uma estratégia nacional de combate à corrupção, isso implica vários domínios, não só os meios com estabilidade para a Polícia Judiciária e para o Ministério Público e para as assessorias técnicas que são necessárias para fazer um bom trabalho”, disse.

“É importante fazermos algumas melhorias na legislação, como o estatuto do arrependido de uma forma mais reforçada ou a criação da figura do denunciante para quem não praticou crimes, ou então, também, credibilizar a própria Justiça o que passa por exemplo por criar mecanismos para não termos mega processos que se arrastam ao longo dos anos e que não conseguem ter uma decisão útil em tempo útil”, acrescentou.

O parecer pedido pelo Governo à Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre incompatibilidades entre governantes e negócios com empresas de familiares foi hoje publicado ao início da noite no ‘site’ do Ministério Público (MP).

A PGR divulgou na quinta-feira que já tinha enviado o parecer ao primeiro-ministro e António Costa decidiu hoje homologar o parecer do Conselho Consultivo da PGR sobre incompatibilidades e impedimentos de políticos, no qual se recusam interpretações estritamente literais – e até inconstitucionais – das normas jurídicas.

Após notícias na comunicação social sobre negócios entre governantes e empresas de familiares, António Costa pediu, a 30 de julho, um parecer ao Conselho Consultivo da Procuradoria-Geral da República para “completo esclarecimento” sobre os impedimentos de empresas em que familiares de titulares de cargos políticos tenham participação superior a 10% do capital.

A publicação do parecer já tinha sido solicitado pelo líder do PSD, Rui Rio, que disse esperar que o Governo não levasse 15 dias para falar sobre o documento, e também pela associação Transparência e Integridade.

O parecer foi aprovado por unanimidade pelo Conselho Consultivo da PGR em matéria de interpretação de regime de incompatibilidades e impedimentos dos titulares de cargos políticos e altos cargos públicos.

- Publicidade -
- Publicidade -

Angola: Activistas condenados não têm dinheiro para pagar multa

Na província do Bengo, após protesto contra a falta de água, quatro activistas foram condenados por desobediência às autoridades. Agora, não têm dinheiro para...
- Publicidade -

Isabel dos Santos sai da Unitel, mas continua a apoiar o projecto

A empresária angolana Isabel dos Santos anunciou em comunicado a saída do conselho de administração da Unitel. Isabel dos Santos põe termo à pressão que...

Família de Waldemar Bastos pede privacidade. Condolências

A família do músico angolano Waldemar Bastos reconfirmou a morte do artista, em Portugal, vítima de doença, e pediu privacidade nesse momento de luto. Numa...

Polícia Nacional cria gabinetes de atendimento ao cidadão

A Polícia Nacional vai lançar ainda este ano gabinetes de atendimento humanizado ao utente, informou esta segunda-feira no Lubango, província da Huíla, o comandante-geral...

Notícias relacionadas

Angola: Activistas condenados não têm dinheiro para pagar multa

Na província do Bengo, após protesto contra a falta de água, quatro activistas foram condenados por desobediência às autoridades. Agora, não têm dinheiro para...

Isabel dos Santos sai da Unitel, mas continua a apoiar o projecto

A empresária angolana Isabel dos Santos anunciou em comunicado a saída do conselho de administração da Unitel. Isabel dos Santos põe termo à pressão que...

Família de Waldemar Bastos pede privacidade. Condolências

A família do músico angolano Waldemar Bastos reconfirmou a morte do artista, em Portugal, vítima de doença, e pediu privacidade nesse momento de luto. Numa...

Polícia Nacional cria gabinetes de atendimento ao cidadão

A Polícia Nacional vai lançar ainda este ano gabinetes de atendimento humanizado ao utente, informou esta segunda-feira no Lubango, província da Huíla, o comandante-geral...

Covid-19: Avaria técnica deixa Angola com “apenas” sete novos casos positivos

Angola registou, nas últimas 24 horas, sete novos casos, todos de Luanda, informou o secretário de Estado para a Saúde Pública, que anunciou também...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.