- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política Presidentes da Namíbia e do Mali estão no país

Presidentes da Namíbia e do Mali estão no país

Angop

O Presidente da Namíbia, Hage Geingob, e do Mali, Ibrahim Boubacar Keïta, chegaram na tarde desta terça-feira à capital angolana, para participar, de 18 a 22 deste mês, na Bienal de Luanda – Fórum Pan-Africano para Cultura de Paz.

Os dois estadistas foram recebidos no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, pelo ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, e por outras individualidades.

Para participar na Bienal encontra-se igualmente na capital do país a directora-geral da Unesco, Audrey Azoulay, aguardando-se pela chegada do Presidente da Comissão da União Africana (UA) e do vencedor do Prémio Nobel da Paz de 2018, Denis Mukwege.

A Bienal é uma plataforma que visa desenvolver e consolidar uma cultura de paz e não-violência, desencadeando um movimento Pan-Africano que promova a diversidade cultural e a unidade africana.

Sob o lema “Construir e preservar a paz: um movimento de vários actores”, a bienal engaja o Estado angolano, a UNESCO e a União Africana.

A realização desse evento em Angola prova a vontade política do Governo em estabelecer cooperação cada vez mais estreita com a Unesco, para promover uma cultura de paz em África, e representa o reconhecimento do exemplo de Angola no fortalecimento da Paz e da reconciliação nacional.

A Bienal de Luanda concentrar-se-á em quatro eixos que serão desenvolvidos em quatro diferentes espaços na capital do país.

O primeiro é um “Fórum de Ideias e da Juventude”, que visa a disseminação de boas práticas e soluções para a prevenção de crises, resolução e mitigação de conflitos.

O segundo é um “Festival de Culturas”, onde os países africanos e a diáspora poderão mostrar a sua diversidade cultural e resiliência aos conflitos e violência.

O terceiro eixo está voltado para a “Aliança de Culturas e Desportos pela Paz”.

O último está voltado para construir uma “Aliança de Parceiros para a Cultura da Paz em África”, e visa mobilizar recursos e parceiros para apoiar a Bienal e desenvolver projectos e iniciativas que se mostraram bem-sucedidos no continente africano.

No quadro dos esforços para a implementação de um plano de acção a favor de uma cultura de paz em África, realizou-se em Março de 2013, em Luanda, o Fórum Pan-Africano “Fundamentos e Recursos para uma Cultura de Paz”, co-organizado pelo Estado angolano, a UNESCO e a União Africana.

- Publicidade -
- Publicidade -

Netflix vai transmitir musical da princesa Diana antes da estreia na Broadway

O musical da princesa Diana será transmitido na Netflix em 2021, antes de fazer a estreia oficial na Broadway, uma situação sem precedentes para...
- Publicidade -

África: Redução da dívida nem sempre é solução

A iniciativa dos G20 que permitiu adiar os pagamentos de empréstimos, significa para Angola a redução de 57% da prestação de juros da dívida...

Presidente da República ‘transforma’ concurso público para 500 apartamentos sociais na província de Cabinda em ajuste directo

O Presidente da República autorizou a construção de 500 apartamentos sociais, incluindo as respectivas infra-estruturas internas, na província de Cabinda, com base num procedimento...

Envio de militares e para-militares para operações no exterior do País só com autorização da Assembleia Nacional

A Proposta de Lei sobre o envio de militares e para-militares angolanos para o exterior do País, aprovada hoje, quarta-feira, 12, por unanimidade, determina...

Notícias relacionadas

Netflix vai transmitir musical da princesa Diana antes da estreia na Broadway

O musical da princesa Diana será transmitido na Netflix em 2021, antes de fazer a estreia oficial na Broadway, uma situação sem precedentes para...

África: Redução da dívida nem sempre é solução

A iniciativa dos G20 que permitiu adiar os pagamentos de empréstimos, significa para Angola a redução de 57% da prestação de juros da dívida...

Presidente da República ‘transforma’ concurso público para 500 apartamentos sociais na província de Cabinda em ajuste directo

O Presidente da República autorizou a construção de 500 apartamentos sociais, incluindo as respectivas infra-estruturas internas, na província de Cabinda, com base num procedimento...

Envio de militares e para-militares para operações no exterior do País só com autorização da Assembleia Nacional

A Proposta de Lei sobre o envio de militares e para-militares angolanos para o exterior do País, aprovada hoje, quarta-feira, 12, por unanimidade, determina...

Moçambique: Cresce criminalidade na Zambézia

O estado de emergência devido à Covid-19 está a enfraquecer o combate à criminalidade na Zambézia. Em 14 dias, foram 13 assassinatos na província....
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.