Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

João Ngola Trindade lança “O Papel do Escritor na Sociedade Colonial Angolana” no Camões

Lançamento da obra "O Papel do Escritor na Sociedade Colonial Angolana de João Ngola Trindade" - Dia 24 de Setembro de 2019 (3ª feira) (DR)

No dia 24 de Setembro de 2019 (3ª feira) pelas 18H30, no CAMÕES- CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS (Av. de Portugal nº 50) será lançada a obra “O Papel do Escritor na Sociedade Colonial Angolana” da autoria de João Ngola Trindade.

SOBRE A OBRA
“O Papel do Escritor na Sociedade Colonial Angolana”, segundo Jonuel Gonçalves, que prefaciou a obra, “é para suscitar debate e muita polémica (…) o livro não se limita ao papel do escritor na sociedade colonial angolana e é marcado por conceitos de várias heranças desse período (…). A negritude, como Movimento criado, antes da segunda guerra mundial, pelo trio Senghor-Cesaire- Damas, de forma explícita ou implícita, está em quase todo o livro (…) O autor enfatiza a partilha e a troca de elementos culturais, acabando por concluir pela inexistência de cultura alguma que não seja influenciada, quer dizer que não tenha recebido contribuições de outras culturas”.

Para o autor, “O Papel do Escritor na Sociedade Colonial Angolana” representa “o culminar de um período, iniciado em 2012, de reflexão sobre temas ligados à História de Angola (…). O objectivo da obra é despertar o interesse pela pesquisa científica, isto é, a reflexão crítica sobre os fenómenos que ocorrem na sociedade, de forma a contribuir para a resolução dos problemas que a afligem”.

SOBRE O AUTOR
João Ngola Trindade nasceu em Viana/Luanda e licenciou-se em História na Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto.

Iniciou a sua colaboração no “Folha 8”, em 2012, com publicação de vários artigos de reflexão sobre o “4 de Fevereiro de 1961” e o “15 de Março de 1961”.

Em 2012, passou a ser colaborador do quinzenário “Cultura-Jornal Angolano de Artes e Letras”, onde tem publicados mais de 30 artigos de reflexão, designadamente “Cultura e Literatura”, “Literatura e Desenvolvimento Intelectual”, “Filinto Elísio de Menezes e a Literatura Angolana”, “Aculturação e Indução de Mudanças Comportamentais com o Impacto das Telenovelas Brasileira nos Luandenses”, “Arte como Estratégia de Educação Financeira”, “Educação Financeira em Línguas Nacionais”.

Publicou vários artigos no Jornal “O País”, designadamente “Dogmatismo e Intolerância Religiosa”, “Agostinho Neto e a Poesia Angolana, “A Imprensa em África no Período Colonial”, “Cultura Colonial e Literatura Colonial”.

(nota enviada ao Portal de Angola com pedido de publicação)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »