- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Preços do petróleo disparam após ataque contra refinarias sauditas

Preços do petróleo disparam após ataque contra refinarias sauditas

Sputnik

Os preços do petróleo disparam nas bolsas de valores em todo o mundo depois que a Arábia Saudita anunciou a suspensão da produção diária de 5,7 milhões de barris.

Para os mercados de petróleo, é a pior interrupção não programada de produção da história, superando até a perda de suprimentos de petróleo do Kuwait e do Iraque em agosto de 1990.

Os preços das marcas de referência Brent subiram US$ 11,73, atingindo o valor de US$ 71,95 por barril nas primeiras operações da Bolsa de Valores de Cingapura.

O aumento afetou preço do gás natural, que aumentou entre 1,5 e 2%.

A Arábia Saudita foi forçada a suspender cerca de 50% de sua produção – 5% da produção global – depois que vários drones atacaram a maior instalação de processamento de petróleo do mundo em Abqaiq e o segundo maior campo de petróleo do reino em Khurais.

Após a ofensiva, o principal índice da Bolsa de Valores da Arábia Saudita, Tadawul All Share (TASI), registou uma queda de cerca de 2,3%. O reino pode reiniciar um volume significativo de produção de petróleo interrompida em questão de dias, mas precisa de semanas para restaurar toda a sua capacidade de produção.

Por enquanto, os principais produtores e consumidores podem usar suas reservas acumuladas para tentar conter o aumento dos preços em todo o mundo. Assim, o presidente dos EUA, Donald Trump, autorizou a liberação do petróleo da Reserva Estratégica de Petróleo de seu país, “se for necessário”.

- Publicidade -
- Publicidade -

Angola vai investigar empresário acusado de corrupção em Espanha

O Ministério Público de Angola voltou a recusar a extradição do empresário luso-angolano Guilherme Oliveira Taveira Pinto, que fugiu à justiça, mas prometeu investigá-lo...
- Publicidade -

Parlamento quer Entidade Reguladora da Comunicação Social a prestar contas

A Assembleia Nacional recomendou à Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERCA) de Angola que passe a anexar, nas próximas vezes, ao relatório de actividades...

Pluralidade da TV Zimbo, O País e Rádio Mais com dias contados

Sindicato dos Jornalistas Angolanos está preocupado com eventual interferência na linha editorial da TV Zimbo, jornal O País e Rádio Mais, que passaram para...

Domingos da Cruz sobre o Governo de João Lourenço: “Não espero nada de bom”

Em entrevista à DW, Domingos da Cruz fala sobre o seu novo livro "Direitos humanos na era das incertezas" e comenta a situação política...

Notícias relacionadas

Angola vai investigar empresário acusado de corrupção em Espanha

O Ministério Público de Angola voltou a recusar a extradição do empresário luso-angolano Guilherme Oliveira Taveira Pinto, que fugiu à justiça, mas prometeu investigá-lo...

Parlamento quer Entidade Reguladora da Comunicação Social a prestar contas

A Assembleia Nacional recomendou à Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERCA) de Angola que passe a anexar, nas próximas vezes, ao relatório de actividades...

Pluralidade da TV Zimbo, O País e Rádio Mais com dias contados

Sindicato dos Jornalistas Angolanos está preocupado com eventual interferência na linha editorial da TV Zimbo, jornal O País e Rádio Mais, que passaram para...

Domingos da Cruz sobre o Governo de João Lourenço: “Não espero nada de bom”

Em entrevista à DW, Domingos da Cruz fala sobre o seu novo livro "Direitos humanos na era das incertezas" e comenta a situação política...

Mais de 100 mortos em Beirute por explosão de nitrato de amónio

Uma primeira forte explosão na região portuária de Beirute ocorreu por volta das 18h00 (12h00 de Brasília) de terça-feira, seguida por um incêndio e...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.