Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Centeno destaca valor do aumento da confiança das agências de notação

Centeno assegura que dúvidas do BCE serão clarificadas (DR)

DN|Lusa´

O ministro das Finanças congratulou-se hoje, em Helsínquia, com a melhoria da perspetiva sobre o ‘rating’ (avaliação) de Portugal pela agência de notação Standard & Poor’s (S&P), e disse que o país deve ter noção da importância destes “momentos”.

À chegada a uma reunião de ministros das Finanças da União Europeia, Mário Centeno, reagindo à “mudança para uma perspetiva positiva a notação da dívida da República Portuguesa pela agência S&P”, anunciada na sexta-feira à noite, começou por comentar que se trata de “mais uma boa notícia sobre a confiança, a credibilidade do processo económico, financeiro e orçamental em Portugal”.

“Esta confiança que obtemos destas agências internacionais faz com que, neste momento, todas essas agências tenham uma perspetiva positiva sobre essa notação, o que perspetiva de certa forma que no curto prazo possam existir melhorias da notação propriamente dita”, declarou.

Atribuindo a revisão da perspetiva do ‘rating’ à melhoria de indicadores como o investimento, a confiança dos consumidores e o emprego, o ministro das Finanças sublinhou a importância que o aumento da confiança das agências de notação internacional tem para o país, e não apenas para o Estado.

“É muito importante que o país viva estes momentos e que perceba o valor que estes momentos têm para os custos de financiamento da economia portuguesa, que não são apenas exclusivos do Estado, são também para as famílias e para as empresas. Talvez seja essa se calhar até a melhor noticia que essa classificação coloca”, argumentou.

Na sexta-feira à noite, a Standard & Poor’s reviu de “estável” para “positiva” a sua perspetiva sobre o ‘rating’ de Portugal, destacando a resiliência da economia nacional e a melhoria do custo associado à dívida externa.

No entanto, esta agência manteve o ‘rating’ da dívida portuguesa de longo prazo em “BBB”.

Em 15 de março, a S&P tinha subido o ‘rating’ de Portugal de ‘BBB-‘ para ‘BBB’, dois níveis acima do grau de investimento especulativo, com perspetiva estável.

Na sexta-feira, a agência baseia a revisão da perspetiva em fatores como a avaliação de que o resultado das eleições legislativas não vai alterar a política orçamental.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »