InicioDestaquesFormação de Chivukuvuku já recolheu 30 mil assinaturas

Formação de Chivukuvuku já recolheu 30 mil assinaturas

A comissão instaladora do Partido do Renascimento Angolano Juntos por Angola – Servir Angola (PRA-JA Servir Angola) recolheu, em dez dias, em todo o país, 30 mil assinaturas, depois de ter lançado uma campanha com vista ao reconhecimento do novo projecto político de Abel Chivukuvuku junto do Tribunal Constitucional.

A informação foi avançada ontem, ao Jornal de Angola, por Maria Monteiro, membro da comissão instaladora. Na maior praça eleitoral do país, Luanda, disse, foram recolhidas 14 mil assinaturas, superando assim todas as expectativas, já que o feito foi conseguido num tempo recorde.

Maria Monteiro sublinhou que, neste momento, a comissão instaladora podia dar por encerrado o processo de recolha, porque já ultrapassou a meta exigida pelo Tribunal Constitucional (7.500 assinaturas em todo o país). Mas o propósito que a comissão instaladora se predispôs é alcançar 50 mil assinaturas em todo o país.

As 30 mil assinaturas recolhidas em todo o país são, na óptica de Maria Monteiro, um indicativo de que o projecto PRA-JA Servir Angola conhece uma boa adesão. “Isso é sinal de que as pessoas estão interessadas na mudança, pois acreditam que precisam de um partido novo”, afirmou.

Ainda sobre a recolha de assinaturas, a dirigente política reconheceu que se regista um certo atraso na província da Huíla. Justificou o atraso com o facto de o processo ter começado apenas três dias depois do início da campanha em todo o país.

Segundo Maria Monteiro, nos próximos 15 dias, a comissão instaladora vai proceder a entrega dos processos às administrações municipais e comunais para a certificação das residências dos assinantes. Ao justificar a razão da cria-ção do PRA-JA Servir Angola, afirmou que o país é enorme em termos de dimensão e todos têm direito a ela. “Temos que contribuir para que o país mude em benefício de cada angolano”, disse.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.