Radio Calema
InicioMundo LusófonoPortugalCondutor diz não que não se lembra de despiste fatal para jovens...

Condutor diz não que não se lembra de despiste fatal para jovens que iam num passeio

Homem está a ser julgado pela alegada prática do crime de homicídio por negligência grosseira. O jovem condutor de 23 anos não acusou álcool no sangue e foi encontrado “em pânico” por moradores da zona, depois do atropelamento

De acordo com a TVI24, citada pelo MSN, um condutor que está a ser julgado pelo atropelamento mortal de dois jovens no passeio da avenida marginal de Vila do Conde, durante uma madrugada de 2017, alegou em tribunal que não se recordava dos factos.

No tribunal de Matosinhos, “o arguido falou, mas disse que não se lembrava do que se passou”, contou hoje uma fonte judicial. Já logo após o acidente, o condutor, de 23 anos, tinha dito à PSP que “se despistou” e que “não sabia” como tudo ocorrera.

O jovem, que sofreu ferimentos ligeiros, não acusou álcool no sangue e foi encontrado “em pânico” por moradores da zona, segundo relatos de imprensa da altura.

Neste julgamento, que se iniciou na última quarta-feira, e prossegue na próxima, está em avaliação a alegada prática do crime de homicídio por negligência grosseira.

O acidente ocorreu às 04:23 de 19 de julho de 2017 na Avenida Infante D. Henrique, em Vila do Conde, distrito do Porto, ocasião em que automóvel guiado pelo arguido entrou em despiste e abalroou um rapaz de 25 anos e uma rapariga de 19 anos, que tiveram morte imediata.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.