Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Bienal de Luanda – Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz

(DR)

No âmbito da BIENAL DE LUANDA – Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz, a Fundação Calouste Gulbenkian em parceria com o Camões/Centro Cultural Português apresentam a exposição integrada no Projecto “PATRIMÓNIO HISTÓRICO DE ORIGEM PORTUGUESA NO MUNDO: A ACÇÃO DA FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN”, que ficará patente a partir de dia 18 de Setembro de 2019 (4ª feira), no Museu Nacional de História Natural de Angola (Rua Nossa Senhora da Muxima), em Luanda.

SOBRE A EXPOSIÇÃO

O que há de comum entre as ruínas de uma igreja do Século XVI em Aytthaya, na Tailândia e as imponentes muralhas do forte que domina o Porto de Mombaça, no Quénia, construído um século mais tarde? E entre uma fortaleza à entrada do Golfo Pérsico, no Irão, e os vestígios de uma catedral manuelina na Medina de Safim, em Marrocos.

São testemunhos da presença histórica dos portugueses no mundo e do diálogo estabelecido com povos e culturas. São bens do património cultural que beneficiaram da intervenção da Fundação Calouste Gulbenkian que apoiou e colaborou em diversas missões de preservação do património material de origem portuguesa em diversos países de África

SOBRE A FUNDAÇÃO

A Fundação Calouste Gulbenkian foi criada em 1956 como instituição filantrópica orientada para quatros fins estatutários – arte, beneficência, ciência e educação – e desde então tem desenvolvido acções de âmbito internacional e interveio em bens matrimoniais localizados em vários países dos cinco continentes.

Inicialmente, a intervenção incidia no restauro de património edificado, nomeadamente recuperação ou reabilitação de edifícios históricos e outros vestígios da presença portuguesa ameaçados de ruína ou perda, assim como de peças cujo valor histórico e artístico justificava a constituição ou a beneficiação de acervos museológicos.

Nas últimas décadas, a acção da Fundação passou a centrar-se na partilha e transferência de conhecimentos para os agentes culturais e instituições dos países onde os bens patrimoniais se situam.

A formação de recursos humanos, a divulgação e aconselhamento especializado são os eixos actuais em que se assentam os múltiplos contributos da Fundação em prol da valorização do legado de influência portuguesa.

(Nota enviada ao Portal de Angola com pedido de publicação)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »