Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

MED paga subsídios em atraso aos alfabetizadores

Aula de Alfabetização (Arquivo) (Foto: Angop)

Angop

Os subsídios dos alfabetizadores em atraso do ano 2015 estão já disponibilizados nos Gabinetes Províncias da Educação, anunciou, nesta quinta-feira, em Luanda, o director nacional de ensino de adultos, Evaristo Pedro.

Cada alfabetizador tem direito a um subsídio de 10 mil kwanzas mês.

Entre as províncias ainda com dívidas de 2015, indicou Huambo, Benguela, Cuando Cubango e Cunene, Cabinda e Bengo.

Até 2015, de acordo com dados disponíveis, havia um registo de 18 mil alfabetizadores no país.

Em declarações à Angop, o responsável reconheceu não haver condições para liquidar de uma só vez os valores em atraso, porém o Estado assumiu o compromisso de pagar a dívida.

Nesta altura 12 províncias já estão a terminar o pagamento de 2015 e vão concentrar-se no pagamento de 2016.

Relativamente ao balanço do processo de alfabetização, Evaristo Pedro reconheceu haver um decréscimo de 500 mil, em 2018, para 495 mil, em 2019.

O processo conta actualmente com 9 mil e 600 alfabetizadores.

Para a alfabetização estão em execução, entre outros, os métodos “Sim Eu Posso”, que é áudio visual, e “Gostar de Ler e Escrever”, que é mais abrangente.

O Ministério da Educação (MED) apresentou, recentemente, ao público o Plano de Acção para a Intensificação da Alfabetização e Educação de Jovens e Adultos EJA Angola.

O EJA Angola tem como objectivo intensificar a mobilização da sociedade, com um conjunto de actividades para sensibilizar as famílias e as empresas a aderir as aulas de alfabetização.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »