Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Igrejas ilegais na Lunda Sul serão responsabilizadas

ENCERRAMENTO DE IGREJAS ILEGAIS (ARQUIVO) (Foto: FRANK BEU)

Angop

As igrejas que continuam a exercer de forma ilegal actividades religiosas, sem a prévia autorização, serão responsabilizadas criminalmente, anunciou quarta-feira, em Saurimo, o director do Gabinete Provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desporto na Lunda Sul, Gabriel Tchiema.

Desde o inicio da Operação Transparência na Lunda Sul já foram encerradas 50 igrejas ilegais.

Em declarações à imprensa, no final do encontro de carácter organizativo com os líderes religiosos da região, disse que a desobediência da decisão tomada no âmbito a Operação Transparência pode acarretar processos-crime.

Sem revelar as congregações implicadas, o responsável adiantou que uma comissão composta por técnicos da instituição, administração municipal e membros de algumas igrejas vão trabalhar no assunto e oportunamente serão apresentados os resultados.

Gabriel Tchiema aconselhou aos líderes das igrejas reconhecidas pelo Estado, cujas congregações funcionam em locais sem mínimas condições de acolhimento, a optarem pela melhoria, sob o risco de serem igualmente penalizados.

Na Lunda Sul, o Gabinete provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos controla 83 igrejas reconhecidas e 94 ilegais.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »