Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Tribunal escocês considera suspensão do Parlamento ilegal

(DR)

Euronews

Um tribunal escocês considerou ilegal a decisão do primeiro-ministro britânico de suspender o Parlamento do Reino Unido. Mas a suspensão vai manter-se, pelo menos, até dia 17, quando o Supremo Tribunal se vai pronunciar sobre o caso.

A queixa foi apresentada pelos Nacionalistas Escoceses, que já reagiram. “Soubemos de vários casos alarmantes sobre o que o governo britânico está disposto a fazer e sobre o seu desrespeito pela lei.

É significativo que o mais alto tribunal da Escócia e o mais alto do Reino Unido que decidiu para já sobre este assunto – tenha dito que a suspensão era ilegal. É uma grande mensagem para Boris Johnson, Jacob Rees Mogg e os companheiros… os tribunais escoceses não os vão deixar violar a lei”, afirmou Joanna Cherry, deputada do Partido Nacionalista Escocês (SNP).

O Governo britânico reagiu imediatamente dizendo que vai contestar a decisão no Supremo Tribunal.

Para contornar as consequências da suspensão, os deputados da oposição e 21 conservadores aprovaram, na semana passada uma proposta de lei para impedir um Brexit sem acordo.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »