Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Governo da Huíla anula desvio de água para fazendeiros

Camponeses bloquearam o ano passado o acesso á agua (DR)

A comunidade da missão católica do Tchihepepe no interior do município dos Gambos no sul da província angolana da Huíla parece respirar de alívio com a decisão do governo local de recuar do plano de desviar a água de um fontanário em benefício das grandes fazendas da região.

Motivo de disputa entre a comunidade e sobretudo o anterior governo de João Marcelino Tchipingui, escreve a VOA, a fonte de água esteve nos últimos três anos no centro de tensões numa das regiões mais afectadas pela seca.

O ano passado camponeses bloquearam o acesso ao local numa tentativa de impedir o desvio da água.

Satisfeito com a decisão, Dionísio Kassululu, membro da comunidade lembra que no decurso do presente ano voltou-se a viver momentos de tensões amenizadas pelo actual governador Luís Nunes.

Os fazendeiros, disse “vieram mais tirar água á força” colocando “as ferramentas ao lado da missão do Tchihepepe sem a visar ninguém”.

O pároco da missão católica de Santo António na localidade do Tchihepepe, Jacinto Pio Wakussanga, que sempre se colocou ao lado das comunidades se batendo contra a edificação do projecto aplaudiu o que chamou de “sábia decisão do governo”.

O sacerdote não deixou de referir a decisão como sendo uma vitória do povo.

“ Nós acreditamos sempre em Deus e dizemos sempre que a voz do povo é a voz de Deus. Se aquele povo continuasse a gritar aquilo chegaria muito para além. Sabes que o problema de água tal como o problema de terras são os conflitos terríveis alguns deles violentos e os Gambos são o exemplo disto a luta entre os grupos pela água tem trazido conflitos e até confrontos, então foi sábia a decisão do governo em anular o projecto”, disse

O fim do projecto segundo Pio Wakussanga, coloca igualmente fim à humilhação e maus-tratos de algumas vozes da sociedade civil que se levantaram contra o mesmo.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »