Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Chefe de Estado regressa ao país

CHEGADA DO PRESIDENTE JOÃO LOURENÇO A LUANDA, PROVENIENTE DO CONGO BRAZZAVILLE (FOTO: FRANCISCO MIÚDO)

O Presidente da República, João Lourenço, regressou na tarde desta terça-feira ao país, proveniente de Brazzaville (República do Congo), onde interveio hoje (terça-feira) na abertura do Fórum “Investir em África” (FIA5).

À sua chegada a Luanda, escreve Angop, João Lourenço recebeu cumprimentos de boas-vindas, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, do Vice-presidente da República, Bornito de Sousa, de membros do Executivo e de altos funcionários do seu gabinete.

O evento, que decorrerá até ao dia 12 deste mês, foi co-organizado pelos governos das Repúblicas do Congo e da China e pelo Banco Mundial (BM). Até ao final do fórum, o Presidente da República é representado pelo ministro da Economia e Planeamento, Manuel Neto da Costa, segundo fonte do Secretariado de Imprensa da Presidência da República.

O fórum FIA5 visa facilitar a partilha de experiências em matéria de mobilização de investimentos do sector privado, paralelamente aos esforços do sector público, para estimular a actividade económica.

Na sua intervenção, o Chefe de Estado anunciou que Angola criou as condições necessárias para que os investidores estrangeiros possam fazer os seus negócios no país, de forma transparente e segura.

Explicou que o seu Governo decidiu assumir “de forma prática e coerente” a adopção de medidas que visam criar condições de estabilidade macroeconómica, imprescindíveis para a melhoria do ambiente de negócios no país.

Com esta finalidade, disse, Angola está a implementar um programa de estabilização económica “com resultados bastante animadores” na consolidação fiscal, na redução da taxa de inflação e na normalização gradual do mercado cambial, entre outros indicadores, que contribuem para melhorar o desempenho da economia nacional.

O Estadista angolano acrescentou que o mercado angolano está aberto ao investimento privado e oferece vantagens da sua privilegiada localização geográfica (região austral do continente africano), terras férteis, recursos hídricos e outros ainda inexplorados.

O FIA5 foi instituído em 2015, como uma plataforma internacional para promover a cooperação multilateral e as oportunidades de investimento em África. Reúne todos os anos vários actores dos sectores público e privado de África e da China, representantes de organizações internacionais e regionais, bem como parceiros ligados ao desenvolvimento e grupos de reflexão.

Visita ao Qatar

Antes de viajar para Brazzaville, João Lourenço efectuou uma visita de Estado ao Qatar, onde manteve um encontro com o seu homólogo, Sheik Tamim Bin Hamad Al-Thani, e com altos executivos de empresas de relevo locais, assim como com responsáveis da Câmara de Comércio e Indústria e da Associação Empresarial daquela nação, rica em petróleo e gás natural.

Durante a visita de 48 horas, os dois Estados assinaram seis acordos, designadamente “Promoção e Protecção Recíproca de Investimentos”, “Protocolo para o Estabelecimento de Mecanismos de Consultas Políticas” e “Acordo de Supressão de Vistos em Passaportes Diplomáticos e Especial”.

Rubricaram, igualmente, acordos sobre “Marinha Mercante”, “Cooperação Económica, Comercial e Técnica” e um “Memorando de Entendimento entre a Empresa de Gestão de Portos do Qatar (Mwani) e o Instituto Marítimo Portuário de Angola (IMPA)”.

No pequeno emirado do Golfo Pérsico, o Presidente da República visitou, também, o Museu Nacional e a Fundação Qatar, assim como um dos estádios, que acolherá o Mundial de futebol de 2022, para o qual Angola está a disputar a qualificação.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »