- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Angola nega encerramento de missão em Pretória

Angola nega encerramento de missão em Pretória

A Embaixada de Angola em Pretória, África do Sul, desmentiu hoje, terça-feira, informações sobre um suposto encerramento daquela missão diplomática, face à onda de “afro-fobia” que se regista, há alguns dias, no território sul-africano.

Em nota, a missão diplomática nega ter havido orientação do Presidente da República, João Lourenço, para se repatriarem os angolanos residentes em Pretória e se encerrar a missão, como se veicula nas redes sociais.

“A informação é falsa, descabida, tendenciosa e visa desacreditar as excelentes relações diplomáticas, de amizade e de cooperação existentes entre as Repúblicas de Angola e da África do Sul, bem como das suas lideranças”, esclarece o documento endereçado à ANGOP.

A Embaixada da República de Angola em Pretória dá a conhecer que continua a monitorar, permanentemente, a preocupante situação junto das comunidades espalhadas pela África do Sul e reafirma que não há angolanos afectados por este fenómeno.

Também aplaude a pronta-resposta das autoridades sul-africanas em assegurar a protecção das vítimas e responsabilizar, criminalmente, os autores desta onda de afro-fobia.

A Embaixada apela às comunidades angolanas para se manterem calmas, em permanente contacto com os líderes comunitários, e aproveita a oportunidade para, mais uma vez, aconselhar os cidadãos ilegais a legitimarem a sua condição junto das autoridades.

Desde domingo, pelo menos já morreram 10 pessoas e 423 foram detidas, principalmente nas cidades de Joanesburgo e Pretória. Os ataques, que visam, sobretudo, cidadãos de outros países africanos, estão a chocar o país e a comunidade internacional.

- Publicidade -
- Publicidade -

Cidadãos acusam polícia de receber subornos para permitir passagem na cerca sanitária de Luanda

As autoridades policiais são directamente acusadas por cidadãos das Lundas que afirmam que os agentes da autoridade aceitam subornos para ignorarem a cerca sanitária,...
- Publicidade -

Angola vai investigar empresário acusado de corrupção em Espanha

O Ministério Público de Angola voltou a recusar a extradição do empresário luso-angolano Guilherme Oliveira Taveira Pinto, que fugiu à justiça, mas prometeu investigá-lo...

Parlamento quer Entidade Reguladora da Comunicação Social a prestar contas

A Assembleia Nacional recomendou à Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERCA) de Angola que passe a anexar, nas próximas vezes, ao relatório de actividades...

Pluralidade da TV Zimbo, O País e Rádio Mais com dias contados

Sindicato dos Jornalistas Angolanos está preocupado com eventual interferência na linha editorial da TV Zimbo, jornal O País e Rádio Mais, que passaram para...

Notícias relacionadas

Cidadãos acusam polícia de receber subornos para permitir passagem na cerca sanitária de Luanda

As autoridades policiais são directamente acusadas por cidadãos das Lundas que afirmam que os agentes da autoridade aceitam subornos para ignorarem a cerca sanitária,...

Angola vai investigar empresário acusado de corrupção em Espanha

O Ministério Público de Angola voltou a recusar a extradição do empresário luso-angolano Guilherme Oliveira Taveira Pinto, que fugiu à justiça, mas prometeu investigá-lo...

Parlamento quer Entidade Reguladora da Comunicação Social a prestar contas

A Assembleia Nacional recomendou à Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERCA) de Angola que passe a anexar, nas próximas vezes, ao relatório de actividades...

Pluralidade da TV Zimbo, O País e Rádio Mais com dias contados

Sindicato dos Jornalistas Angolanos está preocupado com eventual interferência na linha editorial da TV Zimbo, jornal O País e Rádio Mais, que passaram para...

Domingos da Cruz sobre o Governo de João Lourenço: “Não espero nada de bom”

Em entrevista à DW, Domingos da Cruz fala sobre o seu novo livro "Direitos humanos na era das incertezas" e comenta a situação política...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.