- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política Angola expõe potencialidades no Fórum de Brazzaville

Angola expõe potencialidades no Fórum de Brazzaville

Angop

A quinta edição do “Fórum Investir em África (FIA5)”, que abre esta terça-feira, em Brazzaville, vai ser uma oportunidade para Angola dar a conhecer ao Mundo as suas potencialidades e os seus planos de desenvolvimento, declarou segunda-feira o ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto.

O governante falava à imprensa angolana, na capital congolesa, no quadro da preparação do encontro, que conta com participação do Presidente João Lourenço, a convite do seu homólogo congolês, Denis Sassou Nguesso.

Manuel Augusto explicou que Angola continua à procura de investimentos dentro da sua nova estratégia de governação e que, por essa razão, “sempre que há oportunidade” de dar a conhecer as suas potencialidades, “tenta fazê-lo ao mais alto nível”.

“É por essa razão que o Presidente João Lourenço aceitou o convite para participar neste fórum”, sublinhou o chefe da diplomacia angolana, lembrando que o evento é co-organizado pelo maior parceiro comercial de África, a China, e pelo Grupo do Banco Mundial (BM) com a participação de outras instituições financeiras internacionais.

Com boa parte destas instituições financeiras engajadas nesta plataforma (FIA5), Angola considera tratar-se de “uma ocasião importante” para também convencer potenciais investidores e ouvir as experiências de sucesso de outros cantos do Globo que “podem servir de referência para nós”.

Manuel Augusto recordou ainda que o Presidente João Lourenço vem de uma outra parte do Mundo (Qatar), onde realizou “uma visita de sucesso”, e que essa sua presença “numa agenda internacional apertada” se justifica pela prossecução do objectivo de atrair investimentos e estabelecer parcerias a todos os níveis.

Para além do chefe de Estado angolano e do anfitrião Denis Sassou Nguesso, participam igualmente no Fórum de Brazzaville os seus homólogos do Senegal, Macky Sall; do Rwanda, Paul Kagamé; da República Centro-Africana, Faustin-Archange Touadéra; e da vizinha República Democrática do Congo (RDC), Félix Tshisekedi, enquanto os dos outros países enviaram seus representantes.

O Presidente João Lourenço chegou a Brazzaville, no início da tarde desta mesma segunda-feira, depois de encerrar uma visita de Estado de 48 horas ao Qatar, onde foram assinados vários acordos de cooperação e um Memorando de Entendimento no domínio dos transportes aéreos e marítimos.

Conjuntamente organizado pelos governos do Congo e da China e pelo BM, o encontro da capital congolesa visa facilitar a partilha de experiências em matéria de mobilização de investimentos do sector privado, paralelamente aos esforços do sector público, para estimular a actividade económica.

O Fórum foi instituído em 2015, como uma plataforma internacional para promover a cooperação multilateral e as oportunidades de investimento em África.

Reúne todos os anos vários actores e representantes dos sectores público e privado da China e de África, das organizações internacionais e regionais, de parceiros de desenvolvimento e de grupos de reflexão.

A primeira edição realizou-se na capital etíope, Addis Abeba, em Junho de 2015, a segunda na cidade chinesa de Guangzhou, em Setembro de 2016, o Senegal (Dakar) acolheu a terceira, em Setembro de 2017, e a quarta edição decorreu em Setembro do ano passado, em Changsha (China).

- Publicidade -
- Publicidade -

A segunda parte do Lourencismo

O próximo sábado, 24 de Outubro, voltará a ser um dia tenso em Luanda. Em contexto de profunda crise económica, desemprego e carências, jovens...
- Publicidade -

FMI: Angola não recupera da pandemia até 2024

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou hoje num relatório que as maiores economias da África subsaariana, onde se inclui Angola, não deverão recuperar os...

PNUD e IGAE assinam memorando com vista ao combate à corrupção

As duas instituições pretendem trabalhar para a elaboração de instrumentos legais que visam a avaliação de riscos contra a corrupção e previsão de medidas...

Falta de limpeza nas valas de drenagem preocupa moradores

Os moradores do bairro Rocha Pinto pedem “intervenção urgente” da Administração do Distrito da Maianga para limpeza da vala de drenagem do canal 3,...

Notícias relacionadas

A segunda parte do Lourencismo

O próximo sábado, 24 de Outubro, voltará a ser um dia tenso em Luanda. Em contexto de profunda crise económica, desemprego e carências, jovens...

FMI: Angola não recupera da pandemia até 2024

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou hoje num relatório que as maiores economias da África subsaariana, onde se inclui Angola, não deverão recuperar os...

PNUD e IGAE assinam memorando com vista ao combate à corrupção

As duas instituições pretendem trabalhar para a elaboração de instrumentos legais que visam a avaliação de riscos contra a corrupção e previsão de medidas...

Falta de limpeza nas valas de drenagem preocupa moradores

Os moradores do bairro Rocha Pinto pedem “intervenção urgente” da Administração do Distrito da Maianga para limpeza da vala de drenagem do canal 3,...

Bonga realiza espectáculos em Portugal e lança novo álbum nos 45 anos da independência de Angola

O projecto conta com mais de uma dezena de artistas, que atuam no dia da independência, 11 de novembro, no Teatro Capitólio, no Parque...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.