- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal PJ desmantela rede europeia de tráfico de dinheiro falso que operava a...

PJ desmantela rede europeia de tráfico de dinheiro falso que operava a partir de Portugal

Observador|Lusa

A Polícia Judiciária (PJ) desmantelou uma das maiores redes de contrafação de moeda da Europa, anunciou esta segunda-feira aquela força policial. Na operação, intitulada “Deep Money”, foram realizadas oito buscas, onde a PJ deteve cinco pessoas e apreendeu 1833 notas falsas, num total de quase 70 mil euros. O presumível líder da rede é um português que residia na Colômbia desde 2018. Foi entretanto expulso do país sul-americano pelas autoridades locais e detido pela PJ em Portugal.

Em comunicado oficial, a PJ explica que este dinheiro contrafeito estava a ser produzido em Portugal. Era depois publicitado e comercializado em mercados online na darknet (rede online fora dos habituais motores de busca e apenas acessível para certos grupos de pessoas). As encomendas eram recebidas via mensagens privadas ou chats encriptados. Após o pagamento, as notas eram depois enviadas por via postal a partir de Portugal.

Durante a operação, realizada em colaboração com a Europol e várias unidades da PJ, foi ainda apreendido material utilizado para a produção e impressão de notas, como computadores, impressoras, papel, hologramas, tintas e tinteiros.

A elevada qualidade do dinheiro produzido por esta rede criminosa “era reconhecida por todos os compradores” e em toda a Europa as autoridades apreenderam notas cujo valor ultrapassava os 1,3 milhões de euros.

Os cinco arguidos — três homens e duas mulheres, com idades compreendidas entre os 26 e os 63 anos — foram detidos “pelos crimes de contrafação de moeda e associação criminosa”. Já foram ouvidos em tribunal e “ficaram sujeitos à medida de prisão preventiva”, revela o comunicado.

- Publicidade -
- Publicidade -

Deputado pede à PGR que Pazuello responda por ação de improbidade

Na última semana, o jornal Estadão divulgou que quase 7 milhões de testes de covid-19 podem ir para o lixo, uma vez que o...
- Publicidade -

ONU condena “racismo estrutural” do Brasil após homicídio de homem negro por seguranças brancos

A ONU declarou na semana finda que o espancamento mortal de João Alberto Silveira Freitas, um homem negro, por parte de seguranças brancos no...

Chuvas desalojam cerca de 30 famílias

Cerca de 30 famílias, das aldeias de Soquete e Benfica, na comuna do Cambuengo, município do Mungo, província do Huambo, estão desalojadas em consequência...

Caça furtiva ameaça a extinção de zebras

Espécies de animais, encontram-se em perigo de extinção devido à caça furtiva. Algumas espécies de animais, como zebras, avestruzes, búfalos, caumbas e impalas, existentes no...

Notícias relacionadas

Deputado pede à PGR que Pazuello responda por ação de improbidade

Na última semana, o jornal Estadão divulgou que quase 7 milhões de testes de covid-19 podem ir para o lixo, uma vez que o...

ONU condena “racismo estrutural” do Brasil após homicídio de homem negro por seguranças brancos

A ONU declarou na semana finda que o espancamento mortal de João Alberto Silveira Freitas, um homem negro, por parte de seguranças brancos no...

Chuvas desalojam cerca de 30 famílias

Cerca de 30 famílias, das aldeias de Soquete e Benfica, na comuna do Cambuengo, município do Mungo, província do Huambo, estão desalojadas em consequência...

Caça furtiva ameaça a extinção de zebras

Espécies de animais, encontram-se em perigo de extinção devido à caça furtiva. Algumas espécies de animais, como zebras, avestruzes, búfalos, caumbas e impalas, existentes no...

Irmão mais novo do rapper 21 Savage é assassinado

O rapper Shéyaa Bin Abraham-Joseph, conhecido pelo grande público como 21 Savage, relatou na semana finda, nas suas redes sociais a morte do seu...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.