- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África Moçambicanos fogem da violência xenófoba na África do Sul

Moçambicanos fogem da violência xenófoba na África do Sul

Cerca de 400 moçambicanos são esperados nesta segunda-feira, 9, no centro de trânsito instalado no distrito da Moamba, província de Maputo.

Eles fogem da onda de violência na África do Sul que, desde o seu início, provocou a morte de pelo menos 10 moçambicanos.

Segundo a VOA, a confirmação foi avançada pelo porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Geraldo Saranga.

Dados oficiais indicam que além dos 10 mortos, mais de 500 moçambicanos perderam as suas habitações, por terem sido incendiadas por cidadãos sul-africanos.

Negócios sofrem

O governador provincial de Maputo, Raimundo Diomba, reconhece a gravidade da situação que envolve moçambicanos na África do Sul, mas diz que “não deve haver retaliação contra cidadãos sul-africanos e seus bens em Moçambique”.

Por seu turno, a Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA) alerta que os empresários moçambicanos perdem diariamente, em média, cerca de três milhões de dólares, devido à paralisação das suas actividades, na sequência da violência na África do Sul.

Entretanto, a antiga primeira-ministra e actual presidente da Mesa da Assembleia da Câmara de Comércio de Moçambique, Luísa Diogo, diz que as autoridades sul-africanas devem acabar com esta onda de xenofobia, “que viola os protocolos regionais, para além de que vivemos num mundo global”.

- Publicidade -
- Publicidade -

Henri Lopes: “No Congo, a independência era assustadora”

Ex-primeiro-ministro e ex-embaixador do Congo na França, o escritor Henri Lopes conta a atmosfera confusa que reinou no Congo nas décadas de 1960 e...
- Publicidade -

RDC: batalha entre Kabila e Tshisekedi pelo controle do Tribunal Constitucional

Félix Tshisekedi e seu antecessor Joseph Kabila têm travado uma batalha feroz pelo controle do Tribunal Constitucional há várias semanas. Na véspera da posse dos...

Dinamarquês que matou jornalista num submarino tentou fugir da prisão

O dinamarquês condenado por torturar e matar uma jornalista sueca no seu submarino privado fugiu esta terça-feira da prisão, onde cumpre prisão perpétua, mas...

Conselheiro de segurança de Trump no Brasil para acordo comercial e campanha anti-China

Delegação americana quer passar mensagem de que o alinhamento do Brasil e da China pode compensar o mal-estar com Pequim. Chefe de uma delegação americana...

Notícias relacionadas

Henri Lopes: “No Congo, a independência era assustadora”

Ex-primeiro-ministro e ex-embaixador do Congo na França, o escritor Henri Lopes conta a atmosfera confusa que reinou no Congo nas décadas de 1960 e...

RDC: batalha entre Kabila e Tshisekedi pelo controle do Tribunal Constitucional

Félix Tshisekedi e seu antecessor Joseph Kabila têm travado uma batalha feroz pelo controle do Tribunal Constitucional há várias semanas. Na véspera da posse dos...

Dinamarquês que matou jornalista num submarino tentou fugir da prisão

O dinamarquês condenado por torturar e matar uma jornalista sueca no seu submarino privado fugiu esta terça-feira da prisão, onde cumpre prisão perpétua, mas...

Conselheiro de segurança de Trump no Brasil para acordo comercial e campanha anti-China

Delegação americana quer passar mensagem de que o alinhamento do Brasil e da China pode compensar o mal-estar com Pequim. Chefe de uma delegação americana...

EUA: Afluência às urnas favorece até agora Joe Biden

A duas semanas das eleições presidenciais e legislativas americanas uma coisa é certa: A afluência às urnas deverá este ano ser um recorde. Fazendo uso...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.