InicioDestaquesDNVT inspeccionou e atribuiu matrículas a carros de luxo roubados por criminosos

DNVT inspeccionou e atribuiu matrículas a carros de luxo roubados por criminosos

A Direcção Nacional de Viação e Trânsito (DNVT) fez inspecção e atribuiu matrículas a vários carros de luxo roubados nas ruas de Luanda, como Land Cruiser v8, Porsche e Mitsubishi, mudavam-lhes a cor e enviava-os para as províncias de Cabinda, Huambo e Malanje, onde eram revendidos como legais.

A rede de criminosos mudava cor, chassi e matrícula aos veículos de luxo e enviava-os para as províncias de Cabinda, Huambo e Malanje, onde eram revendidos como legais.

A informação foi avançada ao NJOnline pelo director do gabinete de comunicação do Ministério do Interior, intendente Mateus Rodrigues, quando fazia o balanço da continuidade do combate aos crimes violentos, desencadeado pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) em coordenação com a Polícia Nacional (PN).

“Da acção do SIC-Luanda resultou a detenção de dois homens por fazerem parte da rede criminosa que roubava os carros de luxo em Luanda e os enviava para as províncias do Huambo, Malanje e Cabinda, onde eram revendidos como legais”, disse o oficial em declarações ao NJOnline.

Mateus Rodrigues fez saber ainda que das diligências da corporação foi possível proceder à apreensão de um Land Cruiser V8, que tinha como cor de origem o cinzento, que alteraram para o preto antes de o colocarem à venda.

“O Land Cruiser V8 foi inspeccionado pela Direcção Nacional de Viação e Trânsito por duas vezes, tendo as características do veículo sido totalmente alteradas por esta rede criminosa. O chassi é do ano de 2018, a carcaça de 2017, a matrícula de 2019”, explicou, acrescentando que “após ser reinspeccionado, foi para a província de Cabinda”.

“Foi apreendido ao entrar em Luanda após a sua alteração”, esclareceu Mateus Rodrigues, acrescentando que a rede criminosa é vasta e que a PN e o SIC estão a trabalhar para localizar e deter outros integrantes do grupo.

“As diligências continuam, assim que localizarmos os elementos afectos a este grupo de malfeitores, vamos proceder à detenção dos mesmos e posteriormente à apresentação ao Ministério Público (MP) para os procedimentos legais”, atestou.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.