Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Cidadão português morre supostamente ao manusear arma de caça

ANIMAIS ABATIDOS EM CAÇA FURTIVA (ARQUIVO) (FOTO: ANGOP)

Um cidadão de nacionalidade portuguesa, de 37 anos de idade, morreu neste fim-de-semana, na comuna do Dombe Grande, município da Baía Farta, supostamente por disparo acidental de uma arma de caça que o mesmo manuseava, informou hoje, domingo, a Polícia Nacional.

De acordo com o porta-voz do comando provincial da PN, inspector Filipe Cachota, que falava à Angop, o facto ocorreu a 25 quilómetros da sede comunal do Dombe Grande, quando o referido cidadão, identificado por Fernando Rodrigues, encontrava-se em actividade ilegal de caça com amigos.

Segundo o porta-voz, a vítima terá morto um animal e ao colocá-lo na viatura, supostamente, tentou poisar a arma e por descuido apertou o gatilho, tendo causado o disparo que o atingiu mortalmente na região da cabeça.

Filipe Cachota adiantou que o corpo foi removido pelo Serviço de Investigação Criminal, do local para a morgue do Hospital Geral de Benguela, enquanto se apuram as reais causas deste incidente.

A Angop tentou contactar o Consulado português, mas sem sucesso.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »