- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Investimento Estrangeiro em África caiu 8% em 2018 mas criou mais emprego

Investimento Estrangeiro em África caiu 8% em 2018 mas criou mais emprego

Mercado

O capital colocado em África em Investimento Directo Estrangeiro caiu 8% no ano passado, para 75,5 mil milhões de dólares, mas o número de empregos criado subiu 28,8%, para 170 mil, segundo a consultora EY.

“O continente africano ainda não conseguiu recuperar dos níveis de 2014 [quando recebeu mais de 90 mil milhões de dólares em IDE], e continua abaixo da média dos cinco anos, mas a boa notícia é que a criação de empregos por esta via ultrapassou os 170 mil, o número mais alto dos últimos cinco anos”, escreve a consultora.

O relatório da consultora EY sobre o fluxo de investimento directo estrangeiro em África, divulgado hoje no Fórum Económico Mundial, que decorre na Cidade do Cabo, revela que em termos de número de projectos financiados, os Estados Unidos são o país com o valor maior (463 projectos), mas é a China que mais coloca capital no continente – os 259 projectos chineses representam um investimento de 72 mil milhões de dólares (65,3 mil milhões de euros), mais do dobro dos 30 mil milhões investidos (27,2 mil milhões de euros) pelas empresas norte-americanas.

Na lista dos países que mais receberam projectos estrangeiros, o Egipto lidera, seguido da África do Sul e Marrocos, com Moçambique a aparecer na 14.ª posição.

Na apresentação do documento, na Cidade do Cabo, o responsável da EY pelo departamento governamental e do sector público em África, Sandile Hlophe, defendeu a importância do investimento externo e vincou: “É preciso uma mudança da ideologia e do diálogo para uma implementação acelerada” dos projectos e dos investimentos.

- Publicidade -
- Publicidade -

Escassez de combustível em Mbanza Kongo atribuída ao contrabando

Mbanza Kongo - Munícipes de Mbanza Kongo, província do Zaire, afirmaram nesta sexta-feira que as constantes rupturas de combustíveis que se assiste na cidade...
- Publicidade -

MBanza Kongo Património Mundial da Humanidade ou do contrabando?

Contrabando é sinal de irregularidade. É uma violação grosseira às normas sociais e económicas que regem os Estados. O centro histórico de MBanza Kongo,...

FMI prevê que todas as economias lusófonas africanas voltam a crescer em 2021

O Fundo Monetário Internacional (FMI) previu hoje num relatório sobre a África subsaariana que todas as economias dos países lusófonos africanos cresçam já em...

Cristiano Ronaldo volta a testar positivo à Covid-19

Recorde-se que foi a 13 de Outubro que o jogador soube que estava infectado com o novo coronavírus. Cristiano Ronaldo voltou a testar positivo à...

Notícias relacionadas

Escassez de combustível em Mbanza Kongo atribuída ao contrabando

Mbanza Kongo - Munícipes de Mbanza Kongo, província do Zaire, afirmaram nesta sexta-feira que as constantes rupturas de combustíveis que se assiste na cidade...

MBanza Kongo Património Mundial da Humanidade ou do contrabando?

Contrabando é sinal de irregularidade. É uma violação grosseira às normas sociais e económicas que regem os Estados. O centro histórico de MBanza Kongo,...

FMI prevê que todas as economias lusófonas africanas voltam a crescer em 2021

O Fundo Monetário Internacional (FMI) previu hoje num relatório sobre a África subsaariana que todas as economias dos países lusófonos africanos cresçam já em...

Cristiano Ronaldo volta a testar positivo à Covid-19

Recorde-se que foi a 13 de Outubro que o jogador soube que estava infectado com o novo coronavírus. Cristiano Ronaldo voltou a testar positivo à...

Assassino de professor francês em contacto com ‘jihadista’ russófono

O assassino do professor francês degolado na sexta-feira estava em contacto com um ‘jihadista’ russófono na Síria, indicou hoje fonte próxima do dossier. A identidade...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.