Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

PRS acusa MPLA de ser “o principal causador do sofrimento dos angolanos”

(DR)

O secretário provincial do Partido de Renovação Social (PRS) no Huambo António Soliya Selende disse ontem que o governo do MPLA está longe de cumprir as promessas eleitorais, com realce para o programa de combate a corrupção, a redução dos preços dos produtos da cesta-básica e a criação de 500 mil empregos.

“É uma utopia falar de combate a corrupção, enquanto não forem preso todos os dirigentes do MPLA, porque uma árvore má não da bons frutos”, exemplifica, referindo-se aos mais de 40 anos de má governação, justificado com o facto de muitos dos verdadeiros ex-militares continuarem fora da caixa social.

Por isso, Selende defende que o PRS continua firme na sua matriz federalista, sem perder de vista o princípio da unidade Nacional, para tal, reprova a intenção do MPLA que defende a implantação de autarquias de forma gradual, o que segundo ele, vai agudizar as assimetrias locais e aumentar o foço entre ricos e pobres.

“A governação no Huambo está péssima não acredita nisso aquele que não vive na Província, ou é fanático, ou bajulador”, acusou, considerando que a criminalidade aumentou consideravelmente, referindo a morte de dois jovens um a tiro e outro a faca, em menos de uma semana na Rua do Comércio.

António Selende lembrou ainda que a saúde está péssima, com o agravante de os pacientes do hospital Central do Huambo, estarem a ser administrados medicamentos impróprios, apontando o facto de uma paciente que acabou por falecer recentemente

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »