Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Toyota abre academia para formar angolanos

PRESIDENTE DA REPÚBLICA, JOÃO LOURENÇO (À DIR.) RECEBE EMBAIXADOR DO JAPÃO ACREDITADO EM ANGOLA, HIRONORI SAWADA (FOTO: FRANCISCO MIUDO)

Angop

A concessionária Toyota prevê abrir em Angola, no próximo mês, uma academia para formar mecânicos angolanos, anunciou hoje (segunda-feira), em Luanda, o embaixador do Japão, Hironori Sawada, à saída de uma audiência que manteve com o Presidente da República, João Lourenço.

Na última semana, o presidente da multinacional japonesa, Tchiro Kitaoka, afirmou que a companhia tem a intenção de investir cerca de 200 milhões de dólares norte-americanos para a construção em Angola de uma linha de montagem de viaturas Toyota.

Hoje, no final da audiência que lhe foi concedida pelo Chefe de Estado angolano, o embaixador do Japão disse à imprensa que a mesma serviu para abordar “aspectos de interesse comum”, numa altura em que os dois países trabalham no aprofundamento da cooperação.

“Temos vários projectos em andamento e estamos a trabalhar para o incremento da cooperação”, sublinhou o diplomata nipónico.

O diálogo entres as duas entidades acontece um dia após o regresso do Presidente angolano ao país, depois de participar na 7ª Conferência Internacional de Tóquio Sobre o Desenvolvimento de África (TICAD7), decorrida de 28 a 30 deste mês, em Yokohama (Japão).

O Chefe de Estado angolano foi convidado pelas autoridades japonesas para regressar ao Japão, no primeiro trimestre de 2020, para uma visita oficial.

Relações Económicas e Cooperação Bilateral

Na última década, o Japão tornou-se num parceiro estratégico de Angola, onde reforça a presença das suas empresas e financia projectos em sectores-chave da economia, como o das telecomunicações.

O país asiático tem como principais activos na cooperação económica e bilateral com Angola a reabilitação e a expansão do Porto do Namibe, a recuperação de três fábricas têxteis e o financiamento para o lançamento do cabo de fibra óptica.

Além desses áreas, o Japão tem desenvolvido, em Angola, vários projectos em áreas como desminagem, infra-estruturas, agricultura, educação e saúde.

No âmbito das trocas comerciais, Angola importa daquele país mercadorias como veículos automóveis, aço, ferro e equipamentos, vendendo em troca, maioritariamente, petróleo e outras matérias-prima.

Um dos principais investimentos do gigante asiático foi a reabilitação do Porto do Namibe, que começou em 2007, com uma doação de USD 40 milhões.

A par desses investimentos, o Japão voltou a mostrar o seu interesse no Porto do Namibe, ao anunciar, recentemente, que vai investir USD 600 milhões no projecto integrado de construção das infra-estruturas portuárias da Baía do Namibe.

No domínio da indústria têxtil, o Japão, com financiamento do JBIC, reabilitou, através da Marubeni, as três principais unidades têxteis do país: SATEC (Cuanza Norte), Alassola (Benguela) e Textang II (Luanda), no valor global de USD mil milhões.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »