Radio Calema
InícioMundo LusófonoMoçambiqueMoçambique: 48 horas de campanha já com "graves ilícitos eleitorais"

Moçambique: 48 horas de campanha já com “graves ilícitos eleitorais”

Três pessoas, entre elas uma criança, foram vítimas de acidentes de viação envolvendo caravanas eleitorais, denuncia a plataforma Sala da Paz, que reporta igualmente a ocorrência de graves ilícitos eleitorais.

Segundo a RFI, três pessoas, entre elas uma criança, foram vítimas de acidentes de viação envolvendo caravanas eleitorais.

A denúncia é feita pela Sala da Paz, uma plataforma que congrega organizações não governamentais, que reporta igualmente a ocorrência de graves ilícitos eleitorais nas primeiras 48 horas, que se seguiram ao inicio da campanha eleitoral em Moçambique, no passado sábado 31 de Agosto.

Em apenas 48 horas de campanha eleitoral para as sextas eleições gerais em Moçambique, a situação dos acidentes envolvendo caravanas são preocupantes considera Dércio Alfazema da Sala da Paz que afirma que se registaram “casos de atropelamentos, queda da viatura de campanha e o que nos chama a atenção é o terceiro caso, que ocorreu em Moma, onde foi atropelada uma criança”.

Dércio Alfazema da plataforma que congrega ONGs denuncia também a ocorrência de graves ilícitos eleitorais, como por exemplo “na província de Nampula, distrito de Nacala a Velha…já não estão lá nenhuns panfletos do partido Frelimo, foram todos removidos…na província de Gaza, no distrito de Chokwé está a haver a destruição de materiais dos outros partidos, no caso particular do partido Renamo e do MDM, a afixação de cartazes por cima dos cartazes dos outros partidos políticos…o partido Nova Democracia no primeiro dia pretendia realizar um comício, mas também foi impedido”.

O site da Sala da Paz denuncia ainda casas de membros do MDM incendiadas em Manica e Tete, felizmente sem vítimas mortais e a destruição de material eleitoral da Renamo e do MDM em Gaza.

As eleições gerais estão marcadas para 15 de Outubro próximo, pela primeira vez serão eleitos governadores provinciais, a elas concorrem 26 partidos que vão disputar entre eles os 250 assentos no parlamento e 4 candidatos à presidência da república.

Siga-nos

0FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.