- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Cruz Vermelha estima em mais de 100 número de mortos em ataque...

Cruz Vermelha estima em mais de 100 número de mortos em ataque no Iêmen

O Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV) teme que mais de 100 pessoas tenham morrido num ataque da coligação liderada pela Arábia Saudita contra um centro de detenção no sul de Sana, capital do Iêmen, controlado pelos rebeldes.

Segundo a AFP, a coligação anunciou que havia realizado bombardeios aéreos contra uma “posição militar onde drones e mísseis são armazenados” na cidade de Dhamar, no oeste do país, segundo comunicado divulgado pela rede de televisão saudita Al Ekhbariya.

“Estimamos que mais de 100 pessoas morreram” naquele ataque, disse Franz Rauchenstein, que administra a sede do CICV no Iêmen.

Pelo menos 40 feridos foram enviados para vários hospitais em Dhamar, informou.

As equipes de socorro seguem trabalhando duro, mas as chances de encontrar sobreviventes sob os escombros são “muito baixas”, acrescentou.

Pouco antes de ter indicado que o prédio atacado era “um local de detenção” que o CICV havia visitado várias vezes.

Através do Twitter, o CICR no Iêmen comunicou que estava transportando 200 mortalhas para o local do bombardeio.

Através do seu canal de televisão Al Masirah, os rebeldes hutis afirmaram que “dezenas de pessoas foram mortas ou feridas” em sete ataques, acrescentando que um prédio usado como prisão foi atingido.

Na manhã deste domingo, a coligação alegou “tomar todas as medidas preventivas necessárias para proteger os civis”.

A coligação actua no Iêmen desde 2015, em apoio às forças pró-governo contra os rebeldes, que controlam vastas áreas do oeste e norte do país, incluindo a capital Sana desde 2014.

- Publicidade -
- Publicidade -

Angola: Activistas condenados não têm dinheiro para pagar multa

Na província do Bengo, após protesto contra a falta de água, quatro activistas foram condenados por desobediência às autoridades. Agora, não têm dinheiro para...
- Publicidade -

Isabel dos Santos sai da Unitel, mas continua a apoiar o projecto

A empresária angolana Isabel dos Santos anunciou em comunicado a saída do conselho de administração da Unitel. Isabel dos Santos põe termo à pressão que...

Família de Waldemar Bastos pede privacidade. Condolências

A família do músico angolano Waldemar Bastos reconfirmou a morte do artista, em Portugal, vítima de doença, e pediu privacidade nesse momento de luto. Numa...

Polícia Nacional cria gabinetes de atendimento ao cidadão

A Polícia Nacional vai lançar ainda este ano gabinetes de atendimento humanizado ao utente, informou esta segunda-feira no Lubango, província da Huíla, o comandante-geral...

Notícias relacionadas

Angola: Activistas condenados não têm dinheiro para pagar multa

Na província do Bengo, após protesto contra a falta de água, quatro activistas foram condenados por desobediência às autoridades. Agora, não têm dinheiro para...

Isabel dos Santos sai da Unitel, mas continua a apoiar o projecto

A empresária angolana Isabel dos Santos anunciou em comunicado a saída do conselho de administração da Unitel. Isabel dos Santos põe termo à pressão que...

Família de Waldemar Bastos pede privacidade. Condolências

A família do músico angolano Waldemar Bastos reconfirmou a morte do artista, em Portugal, vítima de doença, e pediu privacidade nesse momento de luto. Numa...

Polícia Nacional cria gabinetes de atendimento ao cidadão

A Polícia Nacional vai lançar ainda este ano gabinetes de atendimento humanizado ao utente, informou esta segunda-feira no Lubango, província da Huíla, o comandante-geral...

Covid-19: Avaria técnica deixa Angola com “apenas” sete novos casos positivos

Angola registou, nas últimas 24 horas, sete novos casos, todos de Luanda, informou o secretário de Estado para a Saúde Pública, que anunciou também...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.