- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Brasil Novo projeto de Moro na segurança é 'tímido', mas muda abordagem, diz...

Novo projeto de Moro na segurança é ‘tímido’, mas muda abordagem, diz membro do MP-SP

Na quinta-feira (29), o governo federal lançou um programa piloto de combate à criminalidade violenta. A Sputnik Brasil ouviu um subprocurador de Justiça do Ministério Público de São Paulo (MP-SP) para analisar o assunto.

O governo do presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e o Ministério da Justiça e Segurança pública, comandado por Sergio Moro, lançaram um projeto piloto chamado de “Programa Nacional de Enfrentamento à Criminalidade Violenta”.

O programa sucede o antigo pacote de medidas de Sergio Moro apelidado de “pacote anticrime”, que sofreu diversas derrotas no Congresso.

O novo projeto será implementado em uma cidade de cada região. As cidades escolhidas são Ananindeua-PA, Goiânia-GO, Paulista-PE, Cariacica-ES e São José dos Pinhais-PR.

O secretário nacional de segurança pública disse ainda que o programa envolverá 8 ministérios e tentará levantar informações sobre a violência nos locais escolhidos.

Para analisar a questão, a Sputnik Brasil entrevistou Mário Luiz Sarrubo, subprocurador de Justiça de Políticas Criminais e Institucionais e membro do Ministério Público de São Paulo.

Para Sarrubo, o projeto tem pontos relevantes que tem capacidade de conseguir reduzir a criminalidade violenta. No entanto, ele também classifica o projeto, por ora, como “tímido”.

“A única questão que se apresenta para nós como um problema é que [o programa] por enquanto é muito tímido, na medida em que será apresentado em 4 ou 5 cidades”, afirma o subprocurador em entrevista à Sputnik Brasil.

Sarrubo acrescenta que a solução é necessariamente mais complexa.

“Em termos de criminalidade de Brasil, nós precisaremos de um programa mais amplo de participação do governo federal”, diz.

Abordagem ampla e permanência do Estado são fundamentais, diz subprocurador
O governo afirma que o mérito do projeto está em articular uma força interministerial com trabalho entre União, estados e municípios. Sarrubo também aponta que considera a ideia boa, tendo em vista que “falar em segurança pública não significa tão somente colocar policiais nas ruas”.

Por isso mesmo, o membro do Ministério Público de São Paulo acredita que é necessário observar quais tipos de profissionais estarão nas ruas para cumprir com o programa.

“É importante que nós tenhamos profissionais de educação, saúde, habitação que tenham a habilidade suficiente para demonstrar à população que o Estado está presente”, pondera.

Sarrubo também aponta que esse tipo de trabalho tem a necessidade de durar, ou seja, precisa ser realizado como um programa de médio a longo prazo.

“É necessário que tenhamos profissionais capacitados, preparados para lidar com uma situação específica. E mais do que isso, o Estado precisa pensar em ocupar esses locais de forma definitiva”, assevera.

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: Espanha notifica mais de 11 mil novos casos e 177 mortes

O Ministério da Saúde espanhol notificou, esta quarta-feira, 11.016 novos casos de infecção pelo novo coronavírus, dos quais, de acordo com os meios de...
- Publicidade -

Elefantes agora estão a morrer no Zimbabwe devido a uma bactéria que provoca abundantes hemorragias internas

Depois de ter sido clarificado que mais de 300 elefantes morreram no Botswana devido a uma cianobactéria, que se reproduz especialmente rápido em charcos...

Cabinda: MP decreta prisão preventiva para 14 homens acusados de burlar pessoas através de falsos perfis no Facebook

O Ministério Público (MP) decretou a prisão preventiva a 14 homens, acusados de integrar uma rede de burla e criarem falsos perfis na rede...

Ex-director da Elite Models na Europa investigado por violação de modelos

O antigo director da agência Elite Models na Europa, Gerald Marie, está a ser investigado pelas autoridades francesas por suspeitas de violação e agressão...

Notícias relacionadas

Covid-19: Espanha notifica mais de 11 mil novos casos e 177 mortes

O Ministério da Saúde espanhol notificou, esta quarta-feira, 11.016 novos casos de infecção pelo novo coronavírus, dos quais, de acordo com os meios de...

Elefantes agora estão a morrer no Zimbabwe devido a uma bactéria que provoca abundantes hemorragias internas

Depois de ter sido clarificado que mais de 300 elefantes morreram no Botswana devido a uma cianobactéria, que se reproduz especialmente rápido em charcos...

Cabinda: MP decreta prisão preventiva para 14 homens acusados de burlar pessoas através de falsos perfis no Facebook

O Ministério Público (MP) decretou a prisão preventiva a 14 homens, acusados de integrar uma rede de burla e criarem falsos perfis na rede...

Ex-director da Elite Models na Europa investigado por violação de modelos

O antigo director da agência Elite Models na Europa, Gerald Marie, está a ser investigado pelas autoridades francesas por suspeitas de violação e agressão...

Comissão de Reforma da IURD condena e se demarca da falsificação de documentos

A Comissão de Reforma da Igreja Universal em Angola demarcou-se recentemente de actos de irregularidade na tramitação do processo para a certificação da sua...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.