- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Dog Murras: "Tem gente que não tem nada, nem esperança para o...

Dog Murras: “Tem gente que não tem nada, nem esperança para o futuro”

“A minha música não tem barreiras, é uma esponja da realidade”, disse no programa “Angola Fala Só” da VOA o músico Dog Murras.

Num animado diálogo com os ouvintes Dog Murras abordou questões sociais e das artes afirmando que o povo angolano foi propositadamente colocado na ignorância dos seus direitos como angolanos.

“Há um deficit de consciência que foi programado”, disse o músico angolano para quem “as pessoas têm que conhecer os deveres do governo e os seus direitos”.

Noutro passo do programa o cantor e activista acredita que “uma nova Angola é possível, mas não é possível com a mentalidade que temos”.

Interrogado sobre a governação de João Lourenço, o músico e activista social disse que o presidente “recebeu um presente envenenado”.

“Foi isso que aconteceu e quem recebe algo envenenado vai-se engasgar”, acrescentou.

Para Dog Murras “é preciso dar tempo ao tempo”, mas é também preciso “urgentemente” que o governo separe a situação em Angola “ver o que é necessário, o que é prioritário e o que é urgente”.

O músico disse que na sua opinião o presidente João Lourenço precisa de contactar mais directamente com o povo angolano.

“Tem que falar e explicar o que passa por trás”, disse Dog Murras para quem a situação em Angola vai ainda piorar no nível económico no próximo ano.

“Foram mais de 40 anos de farras e irresponsabilidade e agora a factura tem que ser cobrada”, disse lamentado também durante o programa.

Interrogado por um ouvinte sobre o seu exílio, Dog Murras disse que devido á sua música a sua vida pessoal tinha-se tornado difícil.

“Mas eu não choro pelo leite derramado e procuro sim encher de novo o copo”, afirmou lamentando que “ainda há gente a defender o indefensável”.

Dog Murras vai lançar este fim de semana o seu livro “matemática da Coerência” e disse que 50% dos rendimentos do livro serão encaminhados para as vitimas da seca na província do Cunene.

O musico disse que tenciona lançar um novo álbum para os finais do próximo ano.

Interrogado sobre o estado actual da música angolana, Dog Murras não se mostrou optimista.

A música, disse, reflecte o espiritual e a alma.

“Tem gente que não tem nada, nem esperança para o futuro”, disse.

“A alma do povo está doente e a música está doente”, acrescentou.

- Publicidade -
- Publicidade -

Angola: Onde estão os sindicatos no novo conselho de João Lourenço?

Convidado a integrar o novo Conselho Económico e Social de João Lourenço, o economista Carlos Rosado de Carvalho diz-se "surpreendido" com o número de...
- Publicidade -

Bancos africanos são vítimas do ‘rating’ dos países em que operam, diz Moddy’s

Em causa os efeitos e dificuldades resultantes da pandemia de covid-19. A agência de notação financeira Moody's alertou que a análise sobre a qualidade de...

Angola: “Liberdade, Justiça, Emprego, Educação”, pedem manifestantes

Centenas de angolanos saíram à rua para mostrar a sua insatisfação com o Governo e exigir mais empregos. Foi a segunda manifestação em Luanda...

Cardeal italiano demitido de Vaticano por suspeitas de desvio de fundos

O italiano Angelo Becciu, tido a data como um dos cardeais mais influentes do Vaticno, foi obrigado a renunciar ao seu cargo, devido à...

Notícias relacionadas

Angola: Onde estão os sindicatos no novo conselho de João Lourenço?

Convidado a integrar o novo Conselho Económico e Social de João Lourenço, o economista Carlos Rosado de Carvalho diz-se "surpreendido" com o número de...

Bancos africanos são vítimas do ‘rating’ dos países em que operam, diz Moddy’s

Em causa os efeitos e dificuldades resultantes da pandemia de covid-19. A agência de notação financeira Moody's alertou que a análise sobre a qualidade de...

Angola: “Liberdade, Justiça, Emprego, Educação”, pedem manifestantes

Centenas de angolanos saíram à rua para mostrar a sua insatisfação com o Governo e exigir mais empregos. Foi a segunda manifestação em Luanda...

Cardeal italiano demitido de Vaticano por suspeitas de desvio de fundos

O italiano Angelo Becciu, tido a data como um dos cardeais mais influentes do Vaticno, foi obrigado a renunciar ao seu cargo, devido à...

Mali: Presidente e vice-presidente de transição já tomaram posse

Esta sexta-feira, no Mali, vão tomar posse o novo presidente de transição, o general na reserva Bah N’Daw, e o novo-vice-presidente, o coronel Assimi...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.