- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
InicioCiências e Tecnologia"Negócio" da China. O estranho caso dos espiões recrutados no LinkedIn

“Negócio” da China. O estranho caso dos espiões recrutados no LinkedIn

São sobretudo ex-funcionários de governos os alvos de uma rede de espionagem que tem origem na China. Das mensagens ‘estranhas’ que prometem oportunidades únicas a um esquema de roubo de informações confidenciais e segredos de Estado, é no LinkedIn que tudo começa, escreve o TSF.

Três ocorrências desencontradas no tempo e no espaço, apenas uníssonas nas teias utilizadas para as tecer, podem ajudar a explicar o enigma. Um antigo funcionário da política externa da governação de Obama recebeu mensagens de ‘alguém’ com ofertas para o levarem até à China e estabelecer relações e “oportunidades bem pagas”. Não está sozinho, nem na rede social mais direcionada para a procura de trabalho – o LinkedIn -, nem na estranheza deste ‘acaso’.

Um ex-funcionário do Ministério dos Negócios Estrangeiros dinamarquês recebeu mensagens do LinkedIn de ‘alguém’ que se anunciava como uma mulher, colaboradora de uma empresa de recrutamento chinesa, e que dizia querer reunir-se em Pequim. Ao encontro, porém, compareceram três homens que aliciaram o destinatário das mensagens a obter um “vasto acesso ao sistema chinês”, para efeitos de pesquisa, conta o The New York Times , que elenca mais duas histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.