- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Ministro do Interior confere posse aos directores do SIC, SME e SPCB

Ministro do Interior confere posse aos directores do SIC, SME e SPCB

No Átrio Bar do Ministério do Interior, o titular da pasta, Eugénio César Laborinho conferiu posse aos novos Directores Gerais do SIC, SME e o Comandante Nacional do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, numa cerimónia em que estiveram presentes o Secretário de Estado do Interior e os Membros do Conselho Consultivo Normal do MININT.

De acordo com o MININT, para o Serviço de Investigação Criminal, tomou posse o Comissário-Chefe – Arnaldo Carlos, em substituição do Comissário-chefe – Eugénio Alexandre, com o intuito de imprimir uma nova dinâmica operativa ao Órgão, bem como traçar linhas de prevenção e de combate à criminalidade.

Ao novo Director Geral, um quadro com um currículo invejável, com larga experiência policial, de mando, chefia, Direcção e de Comando, o Ministro do Interior espera que possa imprimir novas estratégias que contribuam para o controlo da criminalidade, em colaboração com os demais órgãos que intervêm na segurança pública.

Adopte filosofias de proactividade policial que permitam prevenir melhor as ocorrências criminais, em concurso com a participação do cidadão, a quem deve recair as medidas profilácticas e de sensibilização, para que estes sejam os primeiros a primar por acções que possam evitar o crime, assim como criarem a cultura de denúncia e espírito de partilha de informações de interesse policial.

O General Laborinho orientou que no domínio da inteligência criminal o SIC seja mais eficaz, porque só assim terá mais e melhor controlo sobre os potenciais criminosos, sobre as suas intenções, modus operandis, o que possibilitará estar a frente daqueles que se dedicam em lesar os bens jurídicos dos pacatos cidadãos.

No domínio da criminalidade e garantia de Segurança para os cidadãos, o Ministro Eugénio Laborinho exortou ao SIC mais determinação na contenção do crime, tendo referido “Não podemos permitir que pequenos grupos de cidadãos criminosos que não enveredaram por uma convivência sã e harmoniosa em sociedade tirem o sossego aos cidadãos do bem, que contribuem para o crescimento do país”.

O General reconheceu que não existem soluções milagrosas para erradicar a criminalidade, mas deu indicação que se deve gizar planos que possibilitam diminuir as cifras criminais e garantir a paz social.

O Dirigente do Interior, César Laborinho, solicitou ao Comissário-chefe – Arnaldo Carlos que nos próximos tempos gostaria de ver algumas deficiências comuns do Serviço de Investigação Criminal a serem paulatinamente ultrapassadas, tais como, as queixas em relação a qualidade de instrução preparatória e respeito pelos direitos fundamentais, especialmente pelos direitos humanos, questões que nada abonam a favor da imagem do Órgão.

“Por esta razão, muitos processos são devolvidos e absolvidos supostos autores de crimes em tribunal, por falta de alguma qualidade na instrução preparatória” asseverou a Entidade.

Orientou ao novo Director Geral do SIC para não se esquecer de prestar uma atenção muito especial aos quadros do SIC, que há muito clamam por promoções, nomeações, melhores condições de trabalho, assistência social, apesar de ter a consciência que não se vive melhores momentos de saúde financeira, mas que se deve fazer o esforço de encontrar soluções para, paulatinamente, ir ultrapassando tais dificuldades.

Na mesma cerimônia tomaram posse os Directores Gerais Adjuntos do SIC, os Comissários de Investigação Criminal – Miguel Arcanjo e Almerindo Almeida, bem como o Director de Operações do SIC, Humberto Frade.

- Publicidade -
- Publicidade -

Angola: Onde estão os sindicatos no novo conselho de João Lourenço?

Convidado a integrar o novo Conselho Económico e Social de João Lourenço, o economista Carlos Rosado de Carvalho diz-se "surpreendido" com o número de...
- Publicidade -

Bancos africanos são vítimas do ‘rating’ dos países em que operam, diz Moddy’s

Em causa os efeitos e dificuldades resultantes da pandemia de covid-19. A agência de notação financeira Moody's alertou que a análise sobre a qualidade de...

Angola: “Liberdade, Justiça, Emprego, Educação”, pedem manifestantes

Centenas de angolanos saíram à rua para mostrar a sua insatisfação com o Governo e exigir mais empregos. Foi a segunda manifestação em Luanda...

Cardeal italiano demitido de Vaticano por suspeitas de desvio de fundos

O italiano Angelo Becciu, tido a data como um dos cardeais mais influentes do Vaticno, foi obrigado a renunciar ao seu cargo, devido à...

Notícias relacionadas

Angola: Onde estão os sindicatos no novo conselho de João Lourenço?

Convidado a integrar o novo Conselho Económico e Social de João Lourenço, o economista Carlos Rosado de Carvalho diz-se "surpreendido" com o número de...

Bancos africanos são vítimas do ‘rating’ dos países em que operam, diz Moddy’s

Em causa os efeitos e dificuldades resultantes da pandemia de covid-19. A agência de notação financeira Moody's alertou que a análise sobre a qualidade de...

Angola: “Liberdade, Justiça, Emprego, Educação”, pedem manifestantes

Centenas de angolanos saíram à rua para mostrar a sua insatisfação com o Governo e exigir mais empregos. Foi a segunda manifestação em Luanda...

Cardeal italiano demitido de Vaticano por suspeitas de desvio de fundos

O italiano Angelo Becciu, tido a data como um dos cardeais mais influentes do Vaticno, foi obrigado a renunciar ao seu cargo, devido à...

Mali: Presidente e vice-presidente de transição já tomaram posse

Esta sexta-feira, no Mali, vão tomar posse o novo presidente de transição, o general na reserva Bah N’Daw, e o novo-vice-presidente, o coronel Assimi...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.