- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Regiões Jovens do Huambo bebem cada vez mais álcool

Jovens do Huambo bebem cada vez mais álcool

A dependência do álcool é sobretudo devido à falta de emprego e apoio familiar, muitos não conseguem deixar o vício. Este problema faz com que muitos jovens em Angola não consigam ter uma vida estável.

O álcool é um problema que afecta muitos jovens angolanos. Na cidade do Huambo, no centro sul de Angola, os jovens dizem que bebem para esquecer os problemas, a falta de apoio da família ou o desemprego. Muitos deles tentam deixar o vício do álcool, mas fracassam.

Um dos casos que a DW África encontrou foi de um jovem de 20 anos, órfão da guerra, numa esquina das ruas do Huambo. Ele diz que bebe para esquecer a falta de amparo familiar: “Consumo álcool para esquecer o sofrimento que sinto, porque não tenho ninguém que me possa ajudar”, afirmou este jovem.

Não há números actuais sobre o consumo de álcool em Angola. Mas, nas ruas do Huambo, há cada vez mais jovens e adolescentes a consumir álcool. Cerveja, bebidas caseiras ou whisky em pacote – o importante, segundo afirmam, é sentirem-se estimulados. Outro jovem, de 23 anos, diz que quer libertar-se do vício do álcool, que o persegue desde a adolescência. Mas, segundo ele, a falta de emprego e as más amizades empurram-no para o álcool.

“Não é minha vontade consumir álcool, porque até tenho estado a fazer esforços para deixar, mas não consigo largar porque sinto tristeza quando não consumo bebida. Mas, se tivesse emprego, ajudaria a deixar o álcool”, relatou este jovem anónimo.

Problema global

O álcool em excesso é um problema de saúde pública, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de três milhões de pessoas morrem todos os anos em todo o mundo por uso abusivo de álcool. Em Angola, dados da OMS referentes a 2016 mostram que mais de metade dos homens e rapazes, maiores de 15 anos tiveram episódios de consumo excessivo. Nas mulheres, a percentagem é muito mais baixa, de 23%. Muitas pessoas morreram em acidentes de viação ou de cirrose hepática, devido ao álcool.

O médico João Menezes diz que, no seu consultório, houve um aumento do número de jovens pacientes com complicações relacionadas com o álcool.”Uma das principais complicações é a perda das funções cognitivas. O paciente vai apresentando delírios ocasionais, e isso é consequência do álcool, que afecta directamente o sistema nervoso”, explicou o médico.

O consumo excessivo de álcool pode também levar a outros problemas. “Aumenta a resistência ao fluxo sanguíneo e pode provocar transtornos no aparelho circulatório e situações hemorrágicas. Quanto ao cérebro, que é um dos órgãos vitais, como se modifica a fluidez das membranas neuronais, o funcionamento do sistema nervoso fica deteriorado, devido ao consumo de álcool”, salientou João Menezes.

Vidas destruídas

Além disso, se consumido em excesso, o álcool pode frustrar sonhos, destruir carreiras e famílias. O sociólogo Adilson Luassa é membro da organização não governamental, Vida Saudável, e tem alertado para os problemas do consumo excessivo de álcool por parte dos jovens e adolescentes.

“O que está na base desses males são questões que se prendem com o desemprego, a desestruturação familiar e também alguma falta de acompanhamento dos pais aos filhos, o que podemos apontar como desleixo familiar, fruto da desestruturação”, afirmou Adilson Luassa.

Adilson Luassa entende, por isso, que o Governo deve acabar com o problema do álcool pela raiz.

“Era importante que o Ministério que cuida dos assuntos da família e promoção da mulher criasse políticas públicas com incidência directa nas famílias mais vulneráveis, para minimizarmos a fome e a pobreza no seio das famílias”, acrescentou Luassa.

- Publicidade -
- Publicidade -

Caso 900 milhões: Irene Neto com contas congeladas e bens apreendidos em Angola

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou hoje ao Novo Jornal que as contas de Irene Neto, filha do primeiro Presidente de Angola, Agostinho Neto,...
- Publicidade -

Cidadão mata amigo após desentendimento

Uma briga entre amigos resultou na morte, com bloco de construção civil, de um adolescente de 17 anos de idade, praticado por outro já...

Por causa de fumaça de queimadas, avião de Bolsonaro arremete em Mato Grosso

O presidente Jair Bolsonaro disse que o avião em que estava precisou arremeter ao tentar pousar em Sinop, no Mato Grosso, devido à falta...

RTP homenageia Waldemar Bastos e Carlos Burity (Vídeo)

Em vida eram presenças assíduas nos programas de entretenimento da RTP, radiotelevisão portuguesa. O programa Conversas ao Sul lembrou-se disso e fez publicamente uma...

Notícias relacionadas

Caso 900 milhões: Irene Neto com contas congeladas e bens apreendidos em Angola

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou hoje ao Novo Jornal que as contas de Irene Neto, filha do primeiro Presidente de Angola, Agostinho Neto,...

Cidadão mata amigo após desentendimento

Uma briga entre amigos resultou na morte, com bloco de construção civil, de um adolescente de 17 anos de idade, praticado por outro já...

Por causa de fumaça de queimadas, avião de Bolsonaro arremete em Mato Grosso

O presidente Jair Bolsonaro disse que o avião em que estava precisou arremeter ao tentar pousar em Sinop, no Mato Grosso, devido à falta...

RTP homenageia Waldemar Bastos e Carlos Burity (Vídeo)

Em vida eram presenças assíduas nos programas de entretenimento da RTP, radiotelevisão portuguesa. O programa Conversas ao Sul lembrou-se disso e fez publicamente uma...

Alberto Neto: Adiamento das autárquicas em Angola é “estratégia” do MPLA

Segundo Alberto Neto, líder do Partido Democrático Angolano, ilegalizado em 2013, o MPLA sabe que não ganharia a 100% em todos os municípios. Por...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.