- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Moçambique Governo moçambicano aprova entrada de navios militares russos

Governo moçambicano aprova entrada de navios militares russos

Folha de Maputo

O Conselho de Ministros aprovou, ontem, a resolução que ratifica o acordo sobre entradas de navios militares da Rússia, nos portos nacionais. O governo diz que a decisão visa aprimorar a cooperação na defesa e segurança.

Em Abril de 2018, o ministro da Defesa Nacional, Atanásio M’tumuke, e o homólogo da Rússia, Sergei Shoigu, assinaram em Moscovo um acordo sobre o regime simplificado de entrada de navios militares da Marinha russa, em portos moçambicanos. Passado mais de um ano, o Conselho de Ministros anunciou, esta terça-feira, que apreciou e aprovou o instrumento.

“O conselho de Ministros aprovou a resolução que ratifica o acordo entre o governo da República de Moçambique, e a Federação Russa, sobre a simplificação de entrada de navios militares, nos portos da República de Moçambique”, anunciou Ana Comoana, porta-voz do governo.

Coincidência ou não, a verdade é que o acordo é aprovado num contexto em que grupo de homens armados, até aqui desconhecidos, aterroriza desde 2017, populações da província de Cabo Delgado, no norte do país.

Entretanto, o governo avança que os navios militares russos “serão, particularmente, para ajudar no combate à pirataria”, deixando subentendido que o alvo não são os supostos insurgentes.

Ainda no domínio da defesa e segurança, o governo aprovou, igualmente, outro acordo que ratifica a cooperação com a Itália.

- Publicidade -
- Publicidade -

Incêndio florestal atinge residência do vice-presidente do Brasil

Um incêndio florestal atinge uma área de proteção ambiental que abrange o Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, em...
- Publicidade -

Político espanhol esconde-se por detrás da máscara para fingir falar inglês

A cidade de Valência, em Espanha, perdeu a corrida pelo lugar de Capital Europeia de Inovação, um evento da Comissão Europeia, mas a sua...

Trump, o antiamericano

Para um europeu que admire o Ocidente, Donald Trump merece perder as eleições por ter sido o presidente que reduziu o papel dos Estados...

Na nova guerra fria entre América e China a parte mais fraca ainda é a asiática

Depois de se ouvir o discurso de Donald Trump na ONU e a resposta de Xi Jinping no mesmo palco (neste ano virtual, por...

Notícias relacionadas

Incêndio florestal atinge residência do vice-presidente do Brasil

Um incêndio florestal atinge uma área de proteção ambiental que abrange o Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão, em...

Político espanhol esconde-se por detrás da máscara para fingir falar inglês

A cidade de Valência, em Espanha, perdeu a corrida pelo lugar de Capital Europeia de Inovação, um evento da Comissão Europeia, mas a sua...

Trump, o antiamericano

Para um europeu que admire o Ocidente, Donald Trump merece perder as eleições por ter sido o presidente que reduziu o papel dos Estados...

Na nova guerra fria entre América e China a parte mais fraca ainda é a asiática

Depois de se ouvir o discurso de Donald Trump na ONU e a resposta de Xi Jinping no mesmo palco (neste ano virtual, por...

Beijos nunca mais

Por causa da covid-19, o cinema precisará reaprender a ser romântico e sensual. Para isso poderá tirar lições dos grandes filmes do passado. Sim, todos...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.