- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Economia Chefe de Estado procura no Japão mobilizar investidores estrangeiros

Chefe de Estado procura no Japão mobilizar investidores estrangeiros

Jornal de Angola| Santos Vilola | Yokohama

O Presidente da República, João Lourenço, participa de 28 a 30 deste mês, em Yokohama (Japão), na VII edição da Conferência Internacional de Tóquio sobre o Desenvolvimento de África (TICAD).

O Chefe de Estado viajou ontem (domingo) ao Japão, acompanhado de uma delegação que integra os ministros das Relações Exteriores, das Finanças, da Economia e Planeamento, da Saúde, da Energia e Águas, e dos Transportes, que tomarão parte em diversos eventos relacionados com os seus pelouros, no âmbito da TICAD 2019.

João Lourenço é o primeiro Chefe de Estado angolano a participar no encontro, que representa a principal plataforma da diplomacia japonesa criada há 25 anos para promover o desenvolvimento de África.

O Presidente da República foi convidado formalmente, em Maio, durante a visita a Luanda do ministro dos Negócios
Estrangeiros japonês, Taro Kono, que entregou a João Lourenço um convite do Primeiro-Ministro Shinzo Abe.

A sétima edição da TICAD é organizada em conjunto com as Nações Unidas, Comissão da União Europeia e com o Banco Mundial. Cerca de 4.500 participantes são esperados em Yokohama, no encontro que representa um fórum inclusivo e aberto de Chefes de Estado africanos, organizações internacionais, países parceiros e doadores, sector privado e representantes da sociedade civil.

Agenda do Presidente

Está agendada para quarta-feira, primeiro dia de trabalhos da conferência, uma intervenção do Presidente João Lourenço no painel denominado “Acelerar a Transformação Económica e Melhorar o Ambiente de Negócios Através da Inovação e Envolvimento do Sector Privado”, de acordo com um comunicado da Secretaria de Imprensa do Presidente da República.

No plano diplomático, o Presidente da República vai avistar-se, à margem do evento, com o Primeiro-Ministro do
Japão, Shinzo Abe, na tarde de quinta-feira. No último dia da missão, sexta-feira, 30 de Agosto, João Lourenço participa, com outros convidados ilustres, num “Chá da Tarde”, oferecido por Sua Majestade Naruhito, Imperador do Japão, no Palácio Imperial em Tóquio.

Histórico da TICAD

A TICAD é um fórum multilateral com a participação de países e instituições africanos, organismos internacionais e parceiros, sector privado e organizações da sociedade civil.

A primeira edição da TICAD, em 1993, em Tóquio, proporcionou a oportunidade para recuperar a atenção global em África na era pós-guerra fria. A segunda, em 1998, também em Tóquio, discutiu políticas e acções prioritárias articuladas e destacou a importância da parceria comum.

Em 2003, na mesma cidade, a terceira edição da TICAD concordou em ampliar a parceria para incluir países asiáticos e foi focada no conceito de Segurança.

A quarta edição, em 2008, em Yokohama, a conferência, que se realizou pela primeira vez fora de Tóquio, estabeleceu o mecanismo de acompanhamento da parceria comum.

Em 2013, em Yokohama, a quinta edição defendeu a parceria para o crescimento de qualidade e a promoção do comércio e do investimento através de parcerias público-privadas. Em 2016, agora com periodicidade de três anos, a sexta edição da Conferência Internacional de Tóquio para o Desenvolvimento de África foi realizada em Nairobi (Quénia).

Nesta conferência, foram anunciados investimentos para o futuro de África através de projectos em infra-estruturas de qualidade, desenvolvimento de recursos humanos, entre outros assuntos. Na sexta edição da TICAD, participaram 53 países africanos, num encontro que contou com 11 mil pessoas.

- Publicidade -
- Publicidade -

Angola: Onde estão os sindicatos no novo conselho de João Lourenço?

Convidado a integrar o novo Conselho Económico e Social de João Lourenço, o economista Carlos Rosado de Carvalho diz-se "surpreendido" com o número de...
- Publicidade -

Bancos africanos são vítimas do ‘rating’ dos países em que operam, diz Moddy’s

Em causa os efeitos e dificuldades resultantes da pandemia de covid-19. A agência de notação financeira Moody's alertou que a análise sobre a qualidade de...

Angola: “Liberdade, Justiça, Emprego, Educação”, pedem manifestantes

Centenas de angolanos saíram à rua para mostrar a sua insatisfação com o Governo e exigir mais empregos. Foi a segunda manifestação em Luanda...

Cardeal italiano demitido de Vaticano por suspeitas de desvio de fundos

O italiano Angelo Becciu, tido a data como um dos cardeais mais influentes do Vaticno, foi obrigado a renunciar ao seu cargo, devido à...

Notícias relacionadas

Angola: Onde estão os sindicatos no novo conselho de João Lourenço?

Convidado a integrar o novo Conselho Económico e Social de João Lourenço, o economista Carlos Rosado de Carvalho diz-se "surpreendido" com o número de...

Bancos africanos são vítimas do ‘rating’ dos países em que operam, diz Moddy’s

Em causa os efeitos e dificuldades resultantes da pandemia de covid-19. A agência de notação financeira Moody's alertou que a análise sobre a qualidade de...

Angola: “Liberdade, Justiça, Emprego, Educação”, pedem manifestantes

Centenas de angolanos saíram à rua para mostrar a sua insatisfação com o Governo e exigir mais empregos. Foi a segunda manifestação em Luanda...

Cardeal italiano demitido de Vaticano por suspeitas de desvio de fundos

O italiano Angelo Becciu, tido a data como um dos cardeais mais influentes do Vaticno, foi obrigado a renunciar ao seu cargo, devido à...

Mali: Presidente e vice-presidente de transição já tomaram posse

Esta sexta-feira, no Mali, vão tomar posse o novo presidente de transição, o general na reserva Bah N’Daw, e o novo-vice-presidente, o coronel Assimi...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.