- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Brasil Brasil. Milhares protestam em Ipanema incluindo artistas e políticos

Brasil. Milhares protestam em Ipanema incluindo artistas e políticos

Observador|Lusa

Milhares de pessoas, entre as quais vários artistas, como Caetano Veloso, políticos e intelectuais brasileiros, marcharam no domingo na praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, em defesa da Amazónia e contra o Presidente do país, Jair Bolsonaro.

Empunhando cartazes onde se lia frases como “Queimem os fascistas, não o bosque” ou “Quanto vale o ar que respiras?”, os manifestantes ocuparam uma das mais conhecidas praias do Rio de Janeiro para protestar contra os incêndios que lavram há vários dias na Amazónia, descreve a agência EFE.

O cantor Caetano Veloso afirmou, em declarações à EFE, que se juntou ao protesto para lutar “pela Natureza” e contra “as decisões que estão a ser tomadas pelo atual governo”.

Caetano Veloso classificou como “inaceitável” a “postura oficial” de Bolsonaro no que ao Meio Ambiente diz respeito.

“Estou aqui para erguer a bandeira da preservação ambiental. Os incêndios na Amazónia reforçaram a importância de fazê-lo”, afirmou o cantor.

No protesto de domingo participaram também, entre outros, a cantora Maria Gadu, o ‘rapper’ Criolo, as atrizes Sónia Braga, Maitê Proença e Alinne Moraes, o jornalista norte-americano Glenn Greenwald e o ex-ministro do Ambiente Carlos Minc, atualmente deputado estadual, que descreveu Bolsonaro e o atual detentor da pasta do Ambiente, Ricardo Salles, de “autênticos exterminadores do futuro sustentável”.

Ao ritmo de tambores e de samba, os manifestantes marcharam pelas ruas de Ipanema, gritando palavras de ordem como “Salvem a Amazónia”, “Fora Bolsonaro e Salles” e “Bolsonero”, numa alusão ao imperador romano Nero e ao grande incêndio da Roma Antiga.

Domingo foi o terceiro dia consecutivo de manifestações pela preservação da maior floresta tropical do mundo.

Além do Rio de Janeiro, realizaram-se protestos em Belo Horizonte, Piracicaba, no interior de São Paulo, e Porto Velho, a capital regional do estado de Rondonia, um dos mais afetados pelos incêndios e que desde sábado conta com um reforço de tropas militares no combate aos fogos.

O número de incêndios no Brasil aumentou 83% este ano, em comparação com o período homólogo de 2018, com 72.953 focos registados até 19 de agosto, sendo a Amazónia a região mais afetada.

A Amazónia é a maior floresta tropical do mundo e possui a maior biodiversidade registada numa área do planeta.

Tem cerca de 5,5 milhões de quilómetros quadrados e inclui territórios do Brasil, Peru, Colômbia, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Suriname e Guiana Francesa (pertencente à França).

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) brasileiro anunciou que a desflorestação da Amazónia aumentou 278% em julho, em relação ao mesmo mês de 2018.

- Publicidade -
- Publicidade -

FinCEN Files: Investigação revela como bancos facilitaram transferências de biliões para criminosos

Fuga de informação de mais de dois mil relatórios enviados por bancos ao Governo dos EUA apontam para transferências bancárias de 1,7 biliões de...
- Publicidade -

SIC confirma retirada de canais em Angola

Os canais da SIC vão deixar de ser emitidos pela DStv em Angola a 15 de outubro de 2020, anunciou a plataforma, em mensagem...

Grandes bancos continuam a facilitar branqueamento de capitais, diz investigação do ICIJ

Uma análise a documentos confidenciais produzidos por vários bancos nos Estados Unidos e enviados à agência federal FinCEN mostram como grandes bancos facilitaram o...

Justiça manda encerrar todos os templos da IURD em Angola

IURD em Angola declarou-se, domingo. "surpresa" com a ordem de encerramento de quatro dos seus templos durante o culto. A justiça angolana ordenou o encerramento...

Notícias relacionadas

FinCEN Files: Investigação revela como bancos facilitaram transferências de biliões para criminosos

Fuga de informação de mais de dois mil relatórios enviados por bancos ao Governo dos EUA apontam para transferências bancárias de 1,7 biliões de...

SIC confirma retirada de canais em Angola

Os canais da SIC vão deixar de ser emitidos pela DStv em Angola a 15 de outubro de 2020, anunciou a plataforma, em mensagem...

Grandes bancos continuam a facilitar branqueamento de capitais, diz investigação do ICIJ

Uma análise a documentos confidenciais produzidos por vários bancos nos Estados Unidos e enviados à agência federal FinCEN mostram como grandes bancos facilitaram o...

Justiça manda encerrar todos os templos da IURD em Angola

IURD em Angola declarou-se, domingo. "surpresa" com a ordem de encerramento de quatro dos seus templos durante o culto. A justiça angolana ordenou o encerramento...

Isabel dos Santos e Sindika Dokolo envolvidos em investigação internacional aos grandes bancos

Numa nova investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas, a filha do ex-presidente de Angola é alvo de dois relatórios sobre atividades suspeitas, ambos de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.