- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Europa Polícia francesa prepara chegada da cimeira do G7 em Biarritz

Polícia francesa prepara chegada da cimeira do G7 em Biarritz

Os líderes do grupo das sete maiores economias mundiais (EUA, França, Grã-Bretanha, Alemanha, Japão, Canadá e Itália) só começarão a chegar à cidade francesa de Biarritz no sábado mas no terreno as forças de segurança já trabalham. Mais de 13 mil polícias estão a montar postos de controlo e a inspeccionar as praias.

Segundo a Euronews, os manifestantes também se preparam, instalando tendas para acampar em ambos os lados da fronteira vizinha com Espanha, onde decorre uma contra cimeira do G7.

A polícia tenta mantê-los à distância mas com tantos temas polémicos na agenda, os problemas poderão mesmo vir de dentro da reunião entre os líderes mundiais.

Com a luta contra as desigualdades no topo dos trabalhos, o presidente francês, Emmanuel Macron convidou líderes do Egipto, Índia, Austrália e Ruanda para alargar o debate. Mas temas quentes como a guerra comercial entre os EUA e a China, os receios de uma recessão global, os protestos em Hong Kong e a crise em Caxemira poderão entrar na discussão sem ser convidados.

E há ainda o “Brexit.” Boris Johnson aparece na cimeira pela primeira vez. Os líderes estão atentos de forma a perceber se pende mais para o lado dos vizinhos europeus ou para o lado de Donald Trump e de um acordo comercial com os EUA.

O próprio presidente francês prepara-se para um duelo com o homólogo dos EUA por causa dos planos de um novo imposto digital que afecta empresas americanas. Uma “insensatez” nas palavras de Donald Trump. O polémico presidente também deverá insistir na reintegração da Rússia no grupo que ainda seria G8 não fosse a expulsão por causa da anexação da Crimeia.

Tampouco é de esperar um tom conciliador, atendendo à crispação recente de Trump com a Dinamarca por causa da Gronelândia, o que poder ser um obstáculo à procura de uma via para aliviar as tensões com o Irão.

Guillaume Petit, Euronews – Esta cimeira irá decorrer num contexto de incerteza crescente a nível internacional. Sinal de tensões, o Presidente francês, Emmanuel Macron, já abandonou a ideia de um comunicado final conjunto, para evitar ter de concentrar-se em desacordos. Recorde-se que, no ano passado, foi o Presidente Donald Trump a retirar o apoio à última hora. É também esse o receio das organizações que fazem parte da contra cimeira: que no final desta reunião do G7 não haja se não boas intenções e poucas acções concretas.”

- Publicidade -
- Publicidade -

Jovem malaia luta pelo direito de não usar véu islâmico

A decisão de deixar de usar o véu islâmico e denunciá-lo como uma obrigação patriarcal valeu a Maryam Lee muitas críticas e uma investigação...
- Publicidade -

Mãe queima mão do filho por furto de telemóvel

Uma cidadã de 27 anos de idade queimou a mão direita do seu filho de 12 anos num fogareiro, no Lubango, província da Huíla,...

EUA: Substituição da juíza Ruth Bader Ginsburg opõe democratas e republicanos

A substituição de Ruth Bader Ginsburg, juíza do Supremo Tribunal Federal de Justiça e ícone progressista a favor dos direitos das mulheres, das minorias...

Pandemia transtorna Angola há seis meses

Completam-se hoje, 21 de Setembro, seis meses desde que foram anunciados, pela voz da ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, os dois primeiros casos positivos...

Notícias relacionadas

Jovem malaia luta pelo direito de não usar véu islâmico

A decisão de deixar de usar o véu islâmico e denunciá-lo como uma obrigação patriarcal valeu a Maryam Lee muitas críticas e uma investigação...

Mãe queima mão do filho por furto de telemóvel

Uma cidadã de 27 anos de idade queimou a mão direita do seu filho de 12 anos num fogareiro, no Lubango, província da Huíla,...

EUA: Substituição da juíza Ruth Bader Ginsburg opõe democratas e republicanos

A substituição de Ruth Bader Ginsburg, juíza do Supremo Tribunal Federal de Justiça e ícone progressista a favor dos direitos das mulheres, das minorias...

Pandemia transtorna Angola há seis meses

Completam-se hoje, 21 de Setembro, seis meses desde que foram anunciados, pela voz da ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, os dois primeiros casos positivos...

Mulher infectada com Covid contagiou 15 pessoas em voo

Uma mulher, infectada com Covid-19, teria propagado o vírus a outros 15 passageiros de um voo internacional entre Londres e o Vietname, de acordo...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.