- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Guiné Equatorial São Tomé e Príncipe e a Guiné Equatorial assinam acordo para exploração...

São Tomé e Príncipe e a Guiné Equatorial assinam acordo para exploração de petróleo e gás

Observador|Lusa

São Tomé e Príncipe e a Guiné Equatorial assinaram, em Malabo, um memorando para a promoção conjunta dos blocos de petróleo e gás existentes na zona fronteiriça entre os dois países, anunciou esta quarta-feira o Presidente são-tomense, Evaristo Carvalho.

“Acho que as relações saem bem reforçadas. Depois das negociações, assinámos alguns acordos e protocolos, principalmente no domínio de exploração conjunta dos recursos marítimos dentro das nossas zonas, o que pode, de facto, vir a alavancar a nossa situação em termos económicos e financeiros”, disse o chefe de Estado são-tomense.

O Presidente de São Tomé e Príncipe regressou hoje de oito dias de visita oficial à Guiné Equatorial e sublinhou que a assinatura do memorando na área do petróleo e gás “pode alavancar a economia” do seu país, que enfrenta uma grave crise financeira e uma dívida externa considerada “descontrolada” pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

O documento foi assinado pelo ministro são-tomense das Obras Publicas, Infraestruturas e Recursos Naturais e Energia, Osvaldo Abreu, e o ministro das minas e hidrocarbonetos da Guiné Equatorial, manifestando-se Evaristo Carvalho convencido de que a sua execução pode ser “para breve”, desde que os dois governos “trabalhem nesse sentido”.

“O Governo da República da Guiné Equatorial está disponível em arrancar desde já com este projeto, resta a nossa vontade e dinâmica para as coisas iniciarem e para que, de facto, a cooperação da Guiné Equatorial seja algo concreto”, afirmou.

Os dois países assinaram também um acordo no domínio da concessão de um crédito no valor superior a 1,5 milhões de dólares para investimentos no país e outro no domínio de consultas diplomáticas entre os dois países.

Outro documento assinado durante a visita do Presidente são-tomense à Guiné Equatorial prende-se com as ligações aéreas entre os dois países.

As companhias aéreas de São Tomé e Príncipe, STP Airways, e da Guiné Equatorial, Ceiba, assinaram um acordo para assegurar as ligações domésticas e internacionais do arquipélago.

O presidente são-tomense fez um “balanço altamente positivo” da sua visita à Guiné Equatorial, considerando que “as portas estão abertas” para “um grande impulso nas relações de cooperação entre os dois países”.

“Eu desejo que após essa visita criemos uma nova dinâmica nas nossas relações de cooperação e de amizade”, disse Evaristo Carvalho, reafirmando o pedido feito ao seu homólogo da Guiné Equatorial.

O Presidente equato-guineense, por ocasião da assinatura do memorando com São Tomé e Príncipe, manifestou o seu desejo em “garantir a independência conquistada para evitar” manipulações, segundo citação a que a Lusa teve acesso.

“Temos que ser fortes e não permitir que outros venham a resolver os nossos problemas”, sublinhou então Teodoro Obiang Ngume Basogo.

- Publicidade -
- Publicidade -

A segunda parte do Lourencismo

O próximo sábado, 24 de Outubro, voltará a ser um dia tenso em Luanda. Em contexto de profunda crise económica, desemprego e carências, jovens...
- Publicidade -

FMI: Angola não recupera da pandemia até 2024

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou hoje num relatório que as maiores economias da África subsaariana, onde se inclui Angola, não deverão recuperar os...

PNUD e IGAE assinam memorando com vista ao combate à corrupção

As duas instituições pretendem trabalhar para a elaboração de instrumentos legais que visam a avaliação de riscos contra a corrupção e previsão de medidas...

Falta de limpeza nas valas de drenagem preocupa moradores

Os moradores do bairro Rocha Pinto pedem “intervenção urgente” da Administração do Distrito da Maianga para limpeza da vala de drenagem do canal 3,...

Notícias relacionadas

A segunda parte do Lourencismo

O próximo sábado, 24 de Outubro, voltará a ser um dia tenso em Luanda. Em contexto de profunda crise económica, desemprego e carências, jovens...

FMI: Angola não recupera da pandemia até 2024

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou hoje num relatório que as maiores economias da África subsaariana, onde se inclui Angola, não deverão recuperar os...

PNUD e IGAE assinam memorando com vista ao combate à corrupção

As duas instituições pretendem trabalhar para a elaboração de instrumentos legais que visam a avaliação de riscos contra a corrupção e previsão de medidas...

Falta de limpeza nas valas de drenagem preocupa moradores

Os moradores do bairro Rocha Pinto pedem “intervenção urgente” da Administração do Distrito da Maianga para limpeza da vala de drenagem do canal 3,...

Bonga realiza espectáculos em Portugal e lança novo álbum nos 45 anos da independência de Angola

O projecto conta com mais de uma dezena de artistas, que atuam no dia da independência, 11 de novembro, no Teatro Capitólio, no Parque...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.