Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Chimpanzé capturado morre de tétano

(DR)

O pequeno chimpanzé capturado por dois caçadores furtivos, na comuna de Malembo, aldeia de Caio Caliado, província de Cabinda, morreu na última quarta-feira, vítima de tétano.

De acordo com a Angop, o mamífero, que havia caído numa armadilha tradicional, não resistiu aos ferimentos e a uma infecção grave, apesar da assistência de dois enfermeiros da República do Congo e uma veterinária da Espanha.

Os três especialistas já deixaram o território angolano, após a consumação da morte do animal.

Segundo as autoridades locais, o tétano propagou-se por várias partes do corpo de “Kaita”, um primata com aproximadamente seis anos, cuja espécie tem protecção legal em Angola.

Trata-se de um grupo de mamíferos em vias de extinção no país, devido à intensificação da caça furtiva por parte de caçadores cabindenses e de países vizinhos.

O chimpanzé havia sido resgatado por fiscais do Parque Nacional do Maiombe e por agentes dos Serviços de Investigação Criminal em Cabinda, nas mãos dos dois caçadores angolanos que o tentavam negociar, ferido e amarrado, a 25 mil kwanzas.

As autoridades locais lamentam o facto de os caçadores furtivos não terem tomado os necessários procedimentos médicos para evitar a infecção no animal.

A ANGOP sabe que os dois caçadores e o potencial comprador do animal já estão detidos pela Polícia Nacional, arriscando-se a uma pena de seis meses a três anos de prisão.

A captura de chimpanzés é prática frequente na província de Cabinda, onde os caçadores consomem a sua carne e, às vezes, fazem do primata animal de estimação.

Os chimpanzés são animais primatas que, em pé, medem em torno de um metro de altura. Na natureza, o macho pode pesar entre 34 e 70 kg e a fêmea entre 26 e 50 kg.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »