Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

TAAG inaugura rota Luanda/Lagos em Outubro

RUI CARREIRA, PCE DA TAAG (FOTO: LINO GUIMARÃES)

Angop

A TAAG – Linhas Aéreas de Angola – passará a voar para Lagos, capital económica da Nigéria, a partir de Outubro deste ano, no quadro do reforço da presença em África e da expansão das suas rotas a nível do continente.

O facto foi revelado hoje à imprensa, pelo presidente da Comissão Executiva da companhia, Rui Carreira, salientando que, para este destino, a transportadora vai operar três vezes por semana, com um Boeing 737.

O responsável, que falava num encontro com jornalistas, denominado “Café Conferência”, garantiu estarem criadas todas as condições administrativas, técnicas e operacionais para a materialização deste desiderato.

Na ocasião, Rui Carreira reiterou que a TAAG perspectiva igualmente abrir, até ao próximo ano, as rotas para Accra (Ghana) e Abidjan (Côte d’Ivoire) e, num futuro breve, para Londres (Inglaterra) e Paris (França).

“(….) Lagos está prestes a ser uma realidade. Nós já começamos a trabalhar nesta rota, já definimos um agente revendedor local e outras questões operacionais, para arrancarmos em Outubro”, precisou.

Explicou que a actual limitação de frequências, quer em África quer no mundo, se deve ao reduzido número de aeronaves, uma situação que será ultrapassada com a recepção de seis Bombardiers, a partir de 2020.

“Logo que reforçarmos a frota, vamos, entre as rotas da Europa, priorizar Londres, e depois Paris. Os Estados Unidos da América também estão nas nossas intenções, com os novos aparelhos de longo curso”, referiu.

Durante o encontro, o presidente da Comissão Executiva da TAAG disse existirem igualmente companhias ruandesas interessadas em voar para Luanda, numa altura em que se apronta o novo aeroporto internacional.

Por outro lado, Rui Carreira informou que a companhia nacional de bandeira continua a viver sérios problemas financeiros, e que actualmente deve ao Estado Angolano 1.2 mil milhões de dólares.

Nesta senda, salientou que por causa de algum “contra-senso financeiro” esta transportadora deixará de voar para o Rio de Janeiro (Brasil), terciarizando esta tarefa para congéneres com as quais tem acordo de partilha.

Avançou que em 2018 a empresa transportou um milhão e 300 pessoas, e que, apesar de certas contrariedades de ordem operacional, objectiva carregar, até ao fim do ano, um milhão e 500 passageiros.

Bangui (República Centro Africana) e Douala (Camarões) são os destinos da África Central que a TAAG se propõe operar nos próximos tempos, quando reforçar a frota com as novas aeronaves encomendadas.

A 28 de Abril deste ano, a companhia retomou os voos entre Luanda e Ilha do Sal (Cabo Verde), com escala em São Tomé e Príncipe, depois de cerca de três anos de interregno (desde 2016), para a racionalização de gastos.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »