- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política FNLA FNLA inicia negociações para acabar com conflitos internos

FNLA inicia negociações para acabar com conflitos internos

As várias facções da Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA) e a actual direcção iniciam está semana, em Luanda, as negociações para acabar com os conflitos internos que há quase 20 anos estão a fragilizar este histórico partido angolano em risco de extinção..

No mês de Maio, o Tribunal Constitucional (TC) anulou o II Congresso Extraordinário da FNLA, convocado pelo presidente Lucas Ngonda, e que teve lugar de 25 a 27 de Junho de 2018, na cidade do Huambo, por irregularidades jurídico-estatutárias.

“As negociações foram acordadas pelas partes. Não queremos criar falsas expectativas. Queremos alimentar a esperança e a ideia de que traremos boas notícias para os nossos militantes”, disse ao NJOline uma fonte do partido salientando que diante dos problemas que o partido vive há 20 anos, nada se pode fazer sem a união de todos os militantes.

Para a fonte, a FNLA é um partido histórico corre o risco de desaparecer e, por isso, é dever dos membros desavindos salvarem a organização.

“Nas eleições gerais em Angola a FNLA tem vindo a ter menos votos e deixou de ser um actor político relevante. Nesta legislatura apenas temos um deputado. Não podemos continuar assim”, lamentou a fonte.

Recorde-se que a crise interna na FNLA teve início em finais de 1999, quando a facção liderada por Lucas Ngonda realizou um congresso que nunca foi reconhecido pelo falecido Holden Roberto, o líder histórico do partido.

O acordo previa a realização de um congresso em 10 meses, prazo que não foi cumprido por Holden Roberto, alegando falta de condições financeiras, o que levou a uma nova divisão interna, que ainda hoje se mantém.

- Publicidade -
- Publicidade -

Covid-19: Angola anuncia 207 novas infecções, um óbito e um recuperado

As autoridades sanitárias angolanas anunciaram, nesta segunda-feira, o registo de 207 novos casos, um óbito e um recuperado. Segundo o secretário de Estado para a...
- Publicidade -

Cabo Delgado: ONG regista 20 mortes em ataques recentes

Centro para Democracia e Desenvolvimento elaborou relatório sobre ataques recentes na província moçambicana. Segundo a ONG, assistência humanitária em algumas áreas é insuficiente para...

Encomendas postais ficam isentas de taxas aduaneiras

As mercadorias expedidas pelos correios ou contidas na bagagem pessoal dos viajantes, estão dispensadas do Procedimento de Despacho e do pagamento de direitos aduaneiros,...

UNITA nega tentativa de destituição do líder

O secretário-geral da UNITA, Álvaro Chikuamanga Daniel, disse, ontem, haver especulações nas informações, postas a circular nas redes sociais, segundo as quais um grupo...

Notícias relacionadas

Covid-19: Angola anuncia 207 novas infecções, um óbito e um recuperado

As autoridades sanitárias angolanas anunciaram, nesta segunda-feira, o registo de 207 novos casos, um óbito e um recuperado. Segundo o secretário de Estado para a...

Cabo Delgado: ONG regista 20 mortes em ataques recentes

Centro para Democracia e Desenvolvimento elaborou relatório sobre ataques recentes na província moçambicana. Segundo a ONG, assistência humanitária em algumas áreas é insuficiente para...

Encomendas postais ficam isentas de taxas aduaneiras

As mercadorias expedidas pelos correios ou contidas na bagagem pessoal dos viajantes, estão dispensadas do Procedimento de Despacho e do pagamento de direitos aduaneiros,...

UNITA nega tentativa de destituição do líder

O secretário-geral da UNITA, Álvaro Chikuamanga Daniel, disse, ontem, haver especulações nas informações, postas a circular nas redes sociais, segundo as quais um grupo...

Quem é Luis Arce, o virtual presidente da Bolívia que levou o país ao ‘boom’ económico nos anos 2000

Como ministro da Fazenda entre 2006 e 2017, ele conduziu o país a um dos melhores desempenhos económicos da região. Luis Arce, virtual vencedor na...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.