Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Estado recebe unidades inactivas

(DR)

As fábricas Textang II, África Téxtil e SATEC, localizadas nas províncias de Luanda, Benguela e Dondo (Cuanza Norte) voltaram à esfera do Estado no seguimento de um processo de arresto determinado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), no quadro de investigações feitas ao financiamento público às empresas privadas.

Segundo publicou o Jornal de Angola (JA), na sua edição de hoje (quarta-feira), o processo de entrega formal iniciou na passada terça-feira (20), em Luanda, com a entrega da Textange II e deve prosseguir hoje, na província de Benguela, em que é visada a África Téxtil. Sexta-feira é entregue a SATEC na vila do Dondo, província do Cuanza Norte.

Em Junho, a PGR já tinha avançado com o arresto dessas unidades, face a irregularidades no processo de privatização e o incumprimento, pelos novos proprietários, das cláusulas contratuais, nomeadamente no capítulo financeiro.

Na altura, a directora do Serviço de Recuperação de Activos da PGR, Eduarda Rodrigues, disse que o processo, agora desencadeado, fazia todo sentido, já que o Estado era o único a arcar com os custos.

“Eles beneficiaram de uma linha de crédito, com uma garantia soberana e nunca pagaram essa divida, quem pagava mensalmente à banca internacional era o Estado angolano” sublinhou a jurista, referindo que há mais de um ano que o tema era discutido, mas sem solução.

Adiantou que havia a necessidade de se tomar uma atitude, “pois não podíamos continuar a assumir responsabilidade que, aparentemente, não deveria ser do Estado. Assumimos que, efectivamente, a propriedade dessas fábricas tem que passar mesmo para a esfera jurídica do Estado, que assume essa responsabilidade desde o inicio”, disse.

Eduarda Rodrigues referiu que com o retorno deste património para o Estado, este vai rentabilizá-lo para poder ter o reembolso dos valores que vem pagando à banca internacional.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »