- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política Novo Cônsul Congolês reafirma reforço das relações

Novo Cônsul Congolês reafirma reforço das relações

O novo Cônsul Geral da República do Congo Brazaville na província de Cabinda, Ngobo Fulgort, reafirmou hoje, terça-feira, o reforço das relações entre Angola e o seu país.

Segundo Angop, Ngobo Fulgort, recebido esta tarde pelo governador de Cabinda, Marcos Nhunga, substitui o Vice-Cônsul Geral, Ocko-bong Firmin Gui.

O diplomata disse que um dos objectivos desta missão é manter as boas relações entre as autoridades locais e as das províncias congolesas de Kouilou, Ponta-Negra e Niari (Congo Brazaville), nos vários domínios, com destaque para a circulação de pessoas e bens e no exercício do comércio.

“A província de Cabinda tem uma vasta fronteira comum e é necessário que estejamos juntos. Devemos prestar maior atenção a movimentação dos cidadãos de ambos lados, mantendo a vigilância para combater eventuais situações que possam manchar as boas relações entre os dois povos e estados”, referiu.

Avançou ainda que consta da sua agenda diplomática o incentivo do comércio nas quatro províncias (Cabinda (Angola), Niari, Kouilou e Ponta-Negra), criando parcerias e estratégias, aproveitando a boa cooperação sul/sul.

“Vamos trabalhar com as autoridades locais para desenvolvermos a diplomacia económica, fundamental e indispensável para bem-estar das populações”, reforçou.

Ngobo Fulgort tem 69 anos de idade e frequentou os estudos e curso militar em Baku.

Na província de Cabinda residem mais de mil cidadãos do Congo Brazaville.

Cabinda faz fronteira com as províncias congolesas de Niari, através da comuna de Miconje/Belize, e Massabi/Cacongo com Ponta-Negra.

As repúblicas de Angola e do Congo mantêm excelentes relações de cooperação nos domínios político-diplomático, de transportes, petróleos, comércio, turismo, ambiente, bem como no âmbito multilateral.

Angola e Congo gozam de relações bilaterais a longa data que se subscrevem desde a luta de libertação nacional em Angola e da cooperação entre os dois povos e Chefes de Estado.

- Publicidade -
- Publicidade -

FMI: Angola não recupera da pandemia até 2024

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou hoje num relatório que as maiores economias da África subsaariana, onde se inclui Angola, não deverão recuperar os...
- Publicidade -

PNUD e IGAE assinam memorando com vista ao combate à corrupção

As duas instituições pretendem trabalhar para a elaboração de instrumentos legais que visam a avaliação de riscos contra a corrupção e previsão de medidas...

Falta de limpeza nas valas de drenagem preocupa moradores

Os moradores do bairro Rocha Pinto pedem “intervenção urgente” da Administração do Distrito da Maianga para limpeza da vala de drenagem do canal 3,...

Bonga realiza espectáculos em Portugal e lança novo álbum nos 45 anos da independência de Angola

O projecto conta com mais de uma dezena de artistas, que atuam no dia da independência, 11 de novembro, no Teatro Capitólio, no Parque...

Notícias relacionadas

FMI: Angola não recupera da pandemia até 2024

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou hoje num relatório que as maiores economias da África subsaariana, onde se inclui Angola, não deverão recuperar os...

PNUD e IGAE assinam memorando com vista ao combate à corrupção

As duas instituições pretendem trabalhar para a elaboração de instrumentos legais que visam a avaliação de riscos contra a corrupção e previsão de medidas...

Falta de limpeza nas valas de drenagem preocupa moradores

Os moradores do bairro Rocha Pinto pedem “intervenção urgente” da Administração do Distrito da Maianga para limpeza da vala de drenagem do canal 3,...

Bonga realiza espectáculos em Portugal e lança novo álbum nos 45 anos da independência de Angola

O projecto conta com mais de uma dezena de artistas, que atuam no dia da independência, 11 de novembro, no Teatro Capitólio, no Parque...

Governo angolano aprova nova lei dos petróleos que prevê “angolanização” do sector

O governo de Angola apresentou nova legislação para o setor dos petróleos que prevê menos recurso a estrangeiros e um incentivo a sociedades comerciais...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.