- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Impossível parar êxodo de Angola de refugiados congoleses, diz ministro da defesa

Impossível parar êxodo de Angola de refugiados congoleses, diz ministro da defesa

VOA | Fernando Caetano

O ministro da defesa angolano Salviano Sequeira disse não ser possível parar o êxodo dos refugiados da República Democrática do Congo que estão a abandonar o campo do Lóvua na Lunda Norte ignorando apelos para que aguardem um repatriamento controlado.

Sequeira deslocou-se de emergência ao local depois de ter sido noticiado que pelo menos 8.000 dos 23.000 refugiados ali estacionados tinham abandonado o campo iniciando uma caminhada a pé de regresso ao seu país.

Os congoleses continuam a deixar livremente o campo do Lóvua queixando-se de maus tratamentos por parte da Agência das Nações Unidas para os Refugiados ACNUR.

“Por aquilo que a gente teve a ocasião de presenciar, não é possível parar a vontade dos refugiados em continuarem a marcha em direcção à fronteira”, disse o ministro da defesa, acrescentando que um programa de repatriamento estava planeado aguardando-se apenas pela opinião do governo da República Democrática do Congo.

Salviano Sequeira disse ser necessário garantir a segurança daqueles que estão a regressar particularmente mulheres e crianças.

Garante o apoio do governo angolano naquilo que tem a ver com a segurança dos refugiados. Muitos dos refugiados queixam-se abertamente das acções da ACNUR a que eles se referem pela sigla inglesa HCR.

“Os agentes do HCR estão se comportar mal. Não tem nem comida nem nada por isso nós já estamos a voltar em Congo”, disse um dos refugiados
“O governo de Angola no recebeu bem no país deles agora a maca que está aqui mesmo é só que a HCR não está nos guardar bem”,disse outro refugiados que acrescentou que “os filhos também não estão a estudar bem nessa mata, queremos voltar para nossa terra para os nossos filhos irem estudar também”.

O ministro da defesa angolano reuniu-se com representantes do ACNUR e responsáveis do governo da Lunda Norte para se traçar estratégias de ajuda aos refugiados que querem regressar.

Estava também prevista uma reunião tripartida entre Angola, RDC e o ACNUR.

- Publicidade -
- Publicidade -

A segunda parte do Lourencismo

O próximo sábado, 24 de Outubro, voltará a ser um dia tenso em Luanda. Em contexto de profunda crise económica, desemprego e carências, jovens...
- Publicidade -

FMI: Angola não recupera da pandemia até 2024

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou hoje num relatório que as maiores economias da África subsaariana, onde se inclui Angola, não deverão recuperar os...

PNUD e IGAE assinam memorando com vista ao combate à corrupção

As duas instituições pretendem trabalhar para a elaboração de instrumentos legais que visam a avaliação de riscos contra a corrupção e previsão de medidas...

Falta de limpeza nas valas de drenagem preocupa moradores

Os moradores do bairro Rocha Pinto pedem “intervenção urgente” da Administração do Distrito da Maianga para limpeza da vala de drenagem do canal 3,...

Notícias relacionadas

A segunda parte do Lourencismo

O próximo sábado, 24 de Outubro, voltará a ser um dia tenso em Luanda. Em contexto de profunda crise económica, desemprego e carências, jovens...

FMI: Angola não recupera da pandemia até 2024

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou hoje num relatório que as maiores economias da África subsaariana, onde se inclui Angola, não deverão recuperar os...

PNUD e IGAE assinam memorando com vista ao combate à corrupção

As duas instituições pretendem trabalhar para a elaboração de instrumentos legais que visam a avaliação de riscos contra a corrupção e previsão de medidas...

Falta de limpeza nas valas de drenagem preocupa moradores

Os moradores do bairro Rocha Pinto pedem “intervenção urgente” da Administração do Distrito da Maianga para limpeza da vala de drenagem do canal 3,...

Bonga realiza espectáculos em Portugal e lança novo álbum nos 45 anos da independência de Angola

O projecto conta com mais de uma dezena de artistas, que atuam no dia da independência, 11 de novembro, no Teatro Capitólio, no Parque...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.