Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

FMI tem novo representante em Angola

(DR)

Mercado

O ítalo-brasileiro Marcos Rietti Souto inicia hoje a sua missão em Angola como representante residente do Fundo Monetário Internacional em substituição de Max Alier.

A missão do FMI em Angola ganha a partir de hoje um novo responsável, Marcos Rietti Souto, que trabalha para a instituição desde 2004, depois de ter obtido uma licenciatura e um mestrado em Engenharia por uma universidade católica e o Instituto Militar de Engenharia, no Brasil, além de um doutoramento pela Universidade George Washington, dos Estados Unidos da América.

O italo-brasileiro foi representante residente em Portugal, de 2011 a 2014, tendo integrado equipas do FMI em missão a economias emergentes como a Argentina, México, Colômbia e Brasil, de acordo com informação avançada pelo Jornal de Angola.

A ultima grande acção do FMI e o Governo culminou com a aprovação de um financiamento de 3,7 mil milhões de dólares a Angola em Dezembro de 2018, quando também integrou os esforços para trazer a Angola a directora-geral do FMI, Christine Lagarde.

O cronograma prevê um desembolso inicial de mil milhões de dólares, e outros baseados nas revisões semestrais do programa, sendo duas de 250 milhões e quatro subsequentes de 560 milhões.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »