- Publicidade-
InicioEconomiaFMI tem novo representante em Angola

FMI tem novo representante em Angola

Mercado

O ítalo-brasileiro Marcos Rietti Souto inicia hoje a sua missão em Angola como representante residente do Fundo Monetário Internacional em substituição de Max Alier.

A missão do FMI em Angola ganha a partir de hoje um novo responsável, Marcos Rietti Souto, que trabalha para a instituição desde 2004, depois de ter obtido uma licenciatura e um mestrado em Engenharia por uma universidade católica e o Instituto Militar de Engenharia, no Brasil, além de um doutoramento pela Universidade George Washington, dos Estados Unidos da América.

O italo-brasileiro foi representante residente em Portugal, de 2011 a 2014, tendo integrado equipas do FMI em missão a economias emergentes como a Argentina, México, Colômbia e Brasil, de acordo com informação avançada pelo Jornal de Angola.

A ultima grande acção do FMI e o Governo culminou com a aprovação de um financiamento de 3,7 mil milhões de dólares a Angola em Dezembro de 2018, quando também integrou os esforços para trazer a Angola a directora-geral do FMI, Christine Lagarde.

O cronograma prevê um desembolso inicial de mil milhões de dólares, e outros baseados nas revisões semestrais do programa, sendo duas de 250 milhões e quatro subsequentes de 560 milhões.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.