Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Ex-administrador de Belize responde em tribunal

(DR)

O Tribunal da Comarca de Cabinda iniciou, na segunda-feira, a audiência para o julgamento do ex-administrador municipal de Belize, André Manuel Ndimba Tati, acusado de desvios de fundos públicos, avaliados em 14 milhões 899 mil e 260 kwanzas, escreve a Angop.

No processo, em que André Tati é indiciado nos crimes de peculato, branqueamento de capitais e de associação criminosa, são também acusados, pelos mesmos actos, Afonso Mbuandi, ex-chefe de secção de finanças da administração de Belize, e o empreiteiro António Manuel dos Santos Máquina.

Após a discussão das questões prévias e da leitura da contestação dos mandatários, o juiz de causa, João Cardoso Mandafama, marcou para o dia dois de Setembro deste ano a segunda audiência para o início do interrogatório dos réus.

Este é o segundo caso mediático que envolve funcionários públicos implicados em crimes de peculato, branqueamento de capitais e associação criminosa na província de Cabinda.

O primeiro caso esteve ligado a oito funcionários públicos da Empresa de Águas de Cabinda (EPAC), acusados nos desvios de mais de 21 milhões de Kwanzas, mas, por falta de provas, foram absolvidos pelo tribunal.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »