- Publicidade-
InicioMundo LusófonoPortugalANTRAM já reuniu com o Governo. Sindicato deverá chegar às 16h00

ANTRAM já reuniu com o Governo. Sindicato deverá chegar às 16h00

Observador|Lusa

O Governo recebe hoje o Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas para a retoma de negociações com a Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários.

A entidade que representa as empresas transportadoras (ANTRAM) e o Governo já estiveram reunidos, esta terça-feira, numa altura em que se preparam as negociações com o sindicato dos motoristas de matérias perigosas (SNMMP). O encontro entre o Governo e o SNMMP está agendado para as 16h00.

Após esta primeira reunião, que decorre no Ministério das Infraestruturas e Habitação, tanto o ministro Pedro Nuno Santos, como o porta-voz da ANTRAM, André Matias de Almeida, optaram por não prestar esclarecimentos aos jornalistas.

O encontro realiza-se depois de, no domingo, num plenário em Aveiras de Cima (Lisboa), o sindicato ter decidido desconvocar uma greve que durava há sete dias.

Contudo, na moção aprovada durante o plenário, os motoristas decidiram mandatar a direção do sindicato para tomar medidas como “a convocação de greves às horas extraordinárias, fins de semana e feriados” caso a Antram “demonstre uma postura intransigente”.

Na segunda-feira, o SNMMP afirmou, em comunicado, que a greve terminou sem ter produzido “ainda” os resultados pretendidos e considerou que, apesar dos avanços alcançados, “as bases” para a negociação “ainda estão longe” do necessário.

“O Governo anunciou estar aberto o caminho para uma nova ronda negocial, à qual não vamos virar costas”, disse o SNMMP, no documento, considerando que “ficou claro” que o ponto de partida da mediação encontra-se “acima” daquele que se verificava antes da greve.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.