Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Moçambique: Dissidentes da Renamo demitem presidente e anulam acordo de paz

(DR)

VOA

A “Junta Militar” do maior partido da oposição moçambicana Renamo disse hoje ter destituído o presidente do partido Ossufo Momade e cancelou o acordo de paz recentemente assinado pela Renamo com o governo.

Dirigentes do grupo reuniram-se na Gorongosa e disseram numa declaração que tinham decidido na “destituição imediata do atual presidente da Renamo, Ossufo Momade” e anulado “todos os acordos que Momade assinou com o Governo da Frelimo”.

Os dirigentes militares deverão eleger um novo líder mas permanece por esclarecer qual o impacto prático que isto terá nas estruturas políticas da Renamo.

Recentemente Momade minimizou as acções desses militares afirmando tratar-se de um “grupo de desertores indisciplinados”.

O grupo disse contudo não poder reconhecer a eleição de Momade para dirigir o partido

“Ossufo Momade não foi eleito para vender a Renamo e destruir o seu Estado Maior General a preço de banana, mas sim foi eleito para dar continuidade e proteger os interesses superiores da nação, pelas quais a Renamo lutou desde 1977”, lê-se na nota do grupo dissidente, que acusa Ossufo Momade de ter raptado oficiais que eram leais ao falecido dirigente Afonso Dhlakama.

Os militares disseram também que não irão iniciar o processo de desarmamento previsto no acordo assinado entre a Renamo, e o governo.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »