Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Guedes: Brasil deixará Mercosul se Fernández ‘quiser fechar’ a economia

(AFP / EVARISTO SA) (Arquivo) O ministro da Economia, Paulo Guedes

AFP

O ministro da Economia, Paulo Guedes, advertiu nesta quinta-feira que o Brasil deixará o Mercosul caso o peronista Alberto Fernández chegue ao poder e queira fechar a economia do bloco, que acaba de fechar um acordo comercial com a União Europeia (UE).

“O Mercosul é um veículo para a gente abrir a economia. E, se a Kirchner entrar e quiser fechar, a gente sai do Mercosul”, disse Guedes em São Paulo, referindo-se à ex-presidente Cristina Fernández de Kirchner, companheira de chapa de Fernández.

“Vamos abrir [a economia] de qualquer jeito”, acrescentou o ministro.

O candidato peronista é o grande favorito para a eleição de 27 de outubro, após o duro revés para o presidente neoliberal Mauricio Macri nas primárias do último domingo.

Guedes se soma, portanto, ao apoio aberto manifestado pelo presidente Jair Bolsonaro a Macri, em uma atitude de ingerência criticada por analistas e diplomatas.

Bolsonaro já adiantou nesta semana que a relação Fernández será “conflituosa”, o que poderá atingir o Mercosul e o acordo comercial do bloco com a UE, assinado em junho depois de 20 anos de árduas negociações e que ainda precisa ser ratificado.

Fernández afirmou em julho que o acordo foi “anunciado precipitadamente” para beneficiar eleitoralmente Macri e que o revisará caso chegue ao poder.

Guedes disse ainda que a guerra comercial entre Estados Unidos e China e o eventual agravamento da crise na Argentina não impedirão a recuperação econômica do Brasil.

A Argentina é o terceiro parceiro comercial do Brasil, depois de China e Estados Unidos.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »