- Publicidade-
InicioDestaquesÚltima Hora: Augusto Tomás condenado a 14 anos de cadeia

Última Hora: Augusto Tomás condenado a 14 anos de cadeia

O ex-ministro dos Transportes, Augusto Tomás, foi hoje condenado a 14 anos de prisão maior pelos crimes de peculato, violação de normas e, entre outros, participação económica e de abuso de poder, em cumulo jurídico.

Na leitura do acórdão no Tribunal Supremo referente ao caso Conselho Nacional de Carregadores, o juiz anunciou ainda que Isabel Bragança, antiga directora-adjunta para a Administração e Finanças do Conselho Nacional de Carregadores (CNC), vai condenada a 12 anos de prisão maior.

De acordo com o Novo Jornal Online, Manuel António Paulo, ex-diector-geral do CNC, e Rui Manuel Moita, antigo director-geral-adjunto paa a área técnica, ouviram o juiz condená-los a 10 anos de prisão maior.

Eurico da Silva, coordenador da área das participações sociais e investimento, viu a sua pena de dois anos de cadeia suspensa pelo mesmo período de tempo.

Todos os réus ficam obrigados a pagar multas.

(Em actualização…)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.