- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal PGR confirma que Pardal Henriques é alvo de inquérito

PGR confirma que Pardal Henriques é alvo de inquérito

DN|Lusa

A Procuradoria-Geral da República confirmou esta quarta-feira que o advogado que representa o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas é alvo de um inquérito judicial no DIAP de Lisboa, na sequência de uma queixa-crime por burla, apresentada por um empresário francês, tal como o DN noticiou a 19 de abril deste ano.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou esta quarta-feira que o advogado Pedro Pardal Henriques é alvo de um inquérito judicial, que se encontra em investigação no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, tal como o DN noticiou em abril deste ano.

“Confirma-se a existência de um inquérito, o qual se encontra em investigação no DIAP de Lisboa”, diz a PGR numa resposta escrita à Lusa sobre a existência de uma investigação a Pardal Henriques.

Conforme o DN escreveu na edição de 19 de abril, o advogado que representa o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), em greve desde segunda-feira, está a ser investigado na sequência de uma queixa-crime por burla, apresentada por um empresário francês interessado em abrir negócios em Portugal, e que alega que Pedro Pardal Henriques lhe ficou a dever mais de 85 mil euros, depois de se ter comprometido a comprar, em seu nome, uma propriedade no centro do país.

“Há que denunciá-lo”, disse, num email, o empresário francês – que mantém anonimato, assim como a sua gestora de negócios, a francesa L, escreveu o DN.

“Monsieur Pedro foi-nos apresentado na Câmara de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa”, contou ainda L., que, à data em que o artigo foi publicado vivia em Portugal e era agente imobiliária na zona de Cascais e Sintra.

Quando vivia no sul de França foi-lhe apresentado aquele advogado como alguém de confiança. Era administrador da delegação de Nice daquela câmara, que funcionava na região de Provence des Alpes et Côte d’Azur para ajudar portugueses a investir em França e vice-versa.

Depois de ter sido noticiada as investigações do Ministério Público às atividades de Pedro Pardal Henriques, o advogado, que se tornou uma figura mediática enquanto porta-voz do SNMMP, negou que estivesse a ser alvo de inquérito judicial.

- Publicidade -
- Publicidade -

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...
- Publicidade -

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Inacom e parceiros criam plataforma de diálogo

O Instituto Angolano das Comunicações (INACOM), as operadoras e as associações dos consumidores, decidiram, a partir desta quinta-feira, em Luanda, a criação de uma...

Notícias relacionadas

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Inacom e parceiros criam plataforma de diálogo

O Instituto Angolano das Comunicações (INACOM), as operadoras e as associações dos consumidores, decidiram, a partir desta quinta-feira, em Luanda, a criação de uma...

Executivo aprova regime de protecção social obrigatória

A Comissão Económica do Conselho de Ministros aprovou, esta quinta-feira, o regime jurídico de protecção social obrigatória dos trabalhadores por conta de outrem, inseridos...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.