- Publicidade-
InicioDestaquesAltamente perigosos evadem-se da cadeia de Calomboloca

Altamente perigosos evadem-se da cadeia de Calomboloca

Os Serviços Prisionais angolanos abriram, nesta quinta-feira, um inquérito para apurar as circunstâncias da fuga de três presos da unidade prisional de Calomboloca, no município de Icolo e Bengo, em Luanda.

A Angop soube de Menezes Cassoma, porta-voz dos Serviços Prisionais, que os presos fugiram através de uma abertura feita, com uma serra, num gradeamento da cela.

A fuga dos reclusos ocorreu na madrugada da última terça-feira e foi reconfirmada depois da contagem dos prisioneiros do boloco onde os fugitivos estavam encarcerados.

Os fugitivos são Joaquim António Luis, de 22 anos de idade condenado a pena de 22 anos, por crime de roubo qualificado, Natalino Pedro Matomona e Paulo Augusto de Oliveira de 36 e 37 anos, respectivamente condenados nas penas de 18 anos e 12 anos e seis meses por homicídio e roubo.

Localizado nos arredores da comuna de Cassoneca, a unidade de Calomboloca conta com 80 câmaras de vigilância, três blocos prisionais (cada bloco alberga 500 reclusos), totalizando mil e 500 presos.

Há 15 dias, dois outros presos invadiram-se da cadeia de Viana, supostamente com auxilio de um agente do Serviço de Investigação Criminal e um outro cidadão.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.